Elucidando 2

ELUCIDANDO

Caríssimos:

O Prof. Laércio Fonseca explica-nos, neste pequeno vídeo, o que acontece ao nosso Karma anterior, após termos alcançado a Iluminação.

Por esta resposta atingimos, ou compreendemos, quão Bom e Divino é termos consciência de que Há Uma Lei do Karma, a qual regula e nos acompanha ao longo de toda a nossa Jornada Evolutiva, Encarnação após Encarnação, até chegarmos a essa dita Iluminação e Ascensão.

Não falar desta Lei, bem como da Lei da Reencarnação, é praticar Dois Crimes Gravíssimos contra a Humanidade, através do que se conhece pelo nome de Omissão Pura, ou Própria.

Todos nós estamos, pois, sujeitos a estas Duas Leis, vendo nelas o AMOR do nosso Divino PAI CRIADOR, pois que, pela Reencarnação, permite-nos ou oferece-nos Ele novas oportunidades para regressarmos à Vida física, à matéria, à carne, em novo corpo e continuarmos essa nossa jornada que nos conduzirá, um dia, à Iluminação e Ascensão.

Uma Igreja, qualquer que ela seja, velha ou nova, que Omita estas Duas Leis aos seus seguidores, não é nem será uma Igreja de CRISTO, nem de DEUS, mas sim Igreja das Trevas.

Isto vos afirmo com plena consciência, obtida através do estudo que tenho realizado à Verdadeira Espiritualidade, aquela que o Cristo nos ofereceu, e que, pelo Novo Consolador, a nós chegada através de Allan Kardec, nos tem sido reapresentada, pois que é a Verdade que nos liberta.

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

(Sacerdote da Ordem Melchizedek)

***

Ouçamos o Prof. Laércio Fonseca:

– “Após a Iluminação como fica o Karma Anterior?”

***

ELUCIDANDO

(Eles estão a chegar…)

 

Eles estão a chegar, às centenas, e já se deixam ver em formação…
***
Caríssimos:

Há pouco, cerca das 23 horas, deste dia 17 de Junho de 2018, estando a observar o Firmamento, como faço sempre à noite, em busca de alguma luz que me indique ser de alguma Nave dos nossos Irmãos Cósmicos, eis que, vindo do lado norte, passando pela ‘cauda’ da Ursa Maior, vi não uma luz, mas centenas delas, a deslocarem-se lentamente para sul…

Parecia uma pequena Estrada de Santiago, pois voavam em formação, umas atrás das outras…

Repito, eram centenas…

Portanto o que nos foi dito há escassos dias, já está acontecer: Eles, os nossos Irmãos Cósmicos, de outros Planetas, os chamados ET’s, estão a vir em massa, e já se deixam ver, desta forma.

A Reintegração da Terra na Sua Família Cósmica estará, pois, para breve…

Graças a DEUS que a Terra vai ser, finalmente, um Planeta de PAZ e AMOR.

Namastê!

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

***

ELUCIDANDO

(Faltas Graves de Francisco)

Voltei aqui (ao Facebook), em virtude de mais uma Falta Grave de Francisco, ao não dizer por que razão não deve haver interrupção voluntária da gravidez (aborto), ou seja, explicar essa Não interrupção, à Luz da LEI DE DEUS.

Mas, infelizmente, nem uma palavra disse sobre essa LEI, demonstrando que a Não conhece, pois que a não defende nem fala dela, esquecendo-se de dizer, portanto, que, ao praticar-se o aborto, está a impedir-se que um Espírito venha novamente à Encarnação, para poder continuar a sua evolução espiritual.

Lamentavelmente, as igrejas ditas cristãs, esquecem-se do que o Senhor JESUS disse a Nicodemos, ao defender a Reencarnação:

– “Antes que entres no Reino dos Céus, necessário te é renascer de novo.

E, à pergunta deixada por Nicodemos, como é que ele poderia voltar ao ventre de sua Mãe sendo velho, Jesus respondeu-lhe:

– “Em Verdade te digo que terás de renascer da água e do espírito.

Sabeis vós o que é renascer da água!?

Foi isto que Francisco, aqui e mais uma vez, não soube Evangelizar, por, apesar dos seus 80 anos, ainda não ter descoberto que Nunca se vem uma única vez à carne, mas muitas vezes, pelas nossas Reencarnações.

Perante tal, não foi por acaso que o Cristo, nas Suas Cartas, sentenciou de morte natural a igreja de Francisco como muitas outras.

Tentem compreender por quê.

Há 17 Séculos, desde o imperador Constantino que o que é da VERDADE de DEUS tem sido escondido ao Povo, e tudo indica que esta Igreja vai morrer sem Revelar essa VERDADE.

O DEUS Católico Não Existe! Logo, o Céu que eles apregoam, também não.

Nada mais tenho a dizer, pois cada um tem o que merece e, citando o Criador:

– “Cada um está onde deseja estar e está bem, mesmo que esteja na imperfeição.” – O Criador

http://visao.sapo.pt/actualidade/mundo/2018-06-17-Papa-compara-aborto-para-evitar-malformacoes-a-busca-nazi-pela-raca-pura

***
ELUCIDANDO
(DEUS nunca Abandona!)

Caríssimos:

Não dirijo esta mensagem a ninguém em particular, pois que, o que vem de DEUS é sempre dirigido a Todos…

No dia 23 de Agosto de 2007, dia em que, em Cartório Notarial, demos Vida ao Templo O CAMINHO, o nosso Amado e Saudoso Irmão de Luz, Francisco Cândido da Paula Xavier (CHICO XAVIER), veio e disse:

– “Estejam preparados para SERVIR!”

E nós, no CAMINHO, ao longo destes quase 11 anos, não temos feito outra coisa…

JESUS, o CRISTO, e desde sempre, bem antes de há 2.000 anos, que não se cansa de nos RESPONSABILIZAR. Repito: RESPONSABILIZAR!

É o que temos feito, também, pois que vos temos Responsabilizado. Posto isto, assuma cada um a sua quota-parte na razão directa deste mundo estar de ‘pantanas’…

Sim, a culpa não é somente das Igrejas, é, máxime, de Cada Um de Nós.

Francisco, entre muita coisa errada que tem dito, errando de novo, citando Mahatma Gandhi, voltou a blasfemar, quando disse:

– “Quem não vive para servir, não serve para viver.” – Mahatma Gandhi

Sim… Eu, Álvaro de Jesus, afirmo que um e outro erraram ao dizerem isto, pois que… DEUS, a FONTE, o PAI, nunca disse nem ensinou tamanha falsidade, pois que nos dá, sempre, Novas Oportunidades, pela REENCARNAÇÃO.

Quem, em pleno Século XXI, não aceita a REENCARNAÇÃO, só saberá dizer disparates…

ELE NUNCA NOS ABANDONA, mesmo que Respeite, como Respeita, a Liberdade que Nos DEU.

Sim! Tu tens vindo e virás sempre à Encarnação, na Terra ou fora Dela, até perceberes que tens de ser Um com Ele…

Deu para perceber!?

Então, quando assumires que estarás sempre subordinado aos ditames da Lei de Causa e Efeito, quando isto perceberes, seja breve, seja ‘à la longue’, viverás na DOR.

Nunca esqueças:

– “As Escolhas são sempre Tuas.” – O Criador

A Doutrina que te ensinaram foi sempre a dos Homens… E falsa…

Na Sua Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

PS. – Esta Mensagem é um misto de Canalização e de Autoria própria.

***
ELUCIDANDO
O Senhor SANANDA KUMARA, veio há 2.000 anos e foi o Cristo.
Ele nunca deixou de ser, para Nós, o que Ele é, por vontade de DEUS PAI.
Ouçamos o Senhor Sananda falar sobre “O Tão Aguardado Desembarque”, i. é. sobre a Vinda dos nossos Amados Irmãos Cósmicos (ET’s), nas suas Naves.
Estou verdadeiramente Feliz, pois saber que a ‘noite’ vai embora…
Vem aí a IDADE ÁUREA!.. ALELUIA! ALELUIA!…
Na Luz,
Eu Sou Álvaro de Jesus
***
https://www.youtube.com/watch?v=BGhw5l4yo0Y

***

ELUCIDANDO

(Só Há Um Caminho!)

Prezados Irmãos:

O Senhor Sananda Kumara é um Mestre Ascensionado, e o é há já muito tempo…

Faz parte de um Comando Divino, onde, com muitos outros Mestres e Seres de maior Luminosidade, fala e discute acções a desenvolver em mundos Habitados, à guarda, ou, sob o Comando de cada um deles. A nossa Terra está, como sabeis, sob o Comando do Senhor Sananda (Jesus).

À Terra vieram muitos Seres de Luz e, há 2.000 anos veio o próprio Senhor Sananda Kumara, encarnando e sendo Jeshua ben Joseph, filho de José e de Maria de Nazaré, com a Missão de ser custódio do Cristo Cósmico, Senhor Maitreya. Isto mesmo é afirmado por Ele nas Novas Escrituras.

Depois do Deserto, para onde o Senhor Jesus foi conduzido após ter sido baptizado por João, e por tudo o que aconteceu, fácil será de ver e pensar estar Ele já sob o comando do Cristo Cósmico.

Uma coisa é vir um Ser de Luz, outra mais Divinal será vir um Cristo, nomeadamente um Cristo Cósmico, dizer-nos como devemos conformar a nossa vida, em ordem a granjearmos mais Luz que nos ajude a ficar mais perto de nossa Ascensão.

Foi este Cristo Cósmico, o Senhor Maitreya, através do Senhor JESUS, que nos deixou um Templo denominado O CAMINHO, pois que, e todos nós o percebemos, não se ficaria Ele, apenas, por falar o que nos falou.

Apesar de tudo o que Ele nos falou e demonstrou, deixar-nos-ia Ele, naturalmente, e por absoluta necessidade nossa, algo que nos continuasse a ajudar a evoluir, agora através do Trabalho Santo de Seus Apóstolos e Discípulos, como se verificou.

Então, e como se leu no Livrinho que a nossa Saudosa Irmã Celeste nos ofereceu, ‘Colectânea de Mensagens de José’, PEDRO assumiu a Coordenação desse Templo, Templo este que sairia do horizonte humano no Século IV.

Estais por dentro de toda esta história e sabeis já, muito bem, quem é que deseja que esse CAMINHO regresse e volte a Evangelizar esta Humanidade, por se saber que JESUS, o CRISTO, é a nossa Luz Planetária, que veio para todos, por todos os Terrenos estarem sob a Sua Divina Guarda e Protecção.

Não estou a inventar coisa nenhuma nem a puxar a brasa à ‘minha’ sardinha, estou sim, a dizer-vos, novamente, o que já sabeis, e que é, portanto, a VERDADE da Vontade de DEUS nosso Divino PAI/MÃE.

Posto isto, e por não ser necessário dizer-vos mais nada, pois já o sabeis há muito, de todos nós depende que esse CAMINHO seja Reconstruído, e parta ao encontro de toda a Humanidade.

Se te Crês Crístico e se Amas a JESUS e a DEUS, devo dizer-te, ou relembrar-te, que um Único Caminho tens para Os poderes Ajudar.

Qual é esse Caminho? Tu o sabes, ou o conheces já, e muito bem.

Encolher os ombros, é algo que não deverás nem poderás mais fazer. Cuidado com as Tuas Escolhas!

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

***

Web Site: http://caminhonovotemplo.com

***

***

E L U C I D A N D O

Caríssimos:

De facto, os Véus estão a levantar-se, serena e paulatinamente…

Acordei com um pensamento que, até hoje, não o tinha tido, ainda, com esta clareza. Foi este!

As Leis de DEUS são Eternas, e são Eternas pela simples razão de DEUS Ser a Suprema Perfeição, e o que Faz o Faz Para Sempre. DEUS não altera, não revoga nenhuma Lei Sua. Se Ele revogasse, ou alterasse, uma Lei Sua que fosse, isso significaria que Ele não Era, como É, a Suprema Perfeição, e tinha, portanto, ainda algum grau de imperfeição. Ora isso não é assim, e ponto final.

Quando Allan Kardec perguntou aos Espíritos Superiores ‘O QUE É DEUS?’, e esses Espíritos Superiores lhe responderam:

– “DEUS é a Suprema Perfeição, Causa Primária de Todas as Coisas.”

Estavam a dizer, exactamente, que DEUS, nada tem de Imperfeito.

Por isso é que ELE, o que faz, o faz para sempre, e jamais altera ou revoga alguma coisa…

Chegados nós à compreensão desta Divina Verdade, não podemos conceber que haja 30.000 Igrejas.

E, se as houver, isso corresponderá à muita imperfeição do Homem, que ainda o leva a não perceber O QUE É DEUS, nem O Que ELE Quer, In Fine, De Cada Um de Nós.

Compreende-se agora, e melhor, a razão de o Senhor JESUS ter tido toda a grande dificuldade em Falar de DEUS e de tudo o que ELE É, bem como de Todo o Seu Divino Modo-De-Ser, de Suas LEIS Eternas, vazadas sempre num único sentimento, O AMOR, e numa única VERDADE!

Quando DEUS nos vem dizer:

– “As Escolhas são sempre Vossas.”

Está a repetir-nos o que também já nos veio dizer:

– “Porque Te Criei Livre, nada Te Posso impor.”

Ou, simplesmente:

– “Tudo depende de Ti, pois És Tu Que Decides toda a tua Vida, e Eu só posso dar-te Novas Oportunidades, que te fazem vir às Encarnações sucessivas, a fim de evoluíres, obteres Iluminação Espiritual bastante que te ajude a promover a tua Ascensão.”

Vejam: Este diálogo… Estou eu, agora, a criá-lo… Logo Ele está aqui comigo, ou seja, Ele está a falar comigo, demonstrando-me que, verdadeiramente, Ele está em Nós, e Nunca nos Abandona. Se Nós Lhe Dermos uma pequena oportunidade para Ele se manifestar, Ele manifesta-se assim, como está, aqui e agora, a manifestar-se.

Tenho de perceber e ajudar-vos a vós a perceber que, se tudo o que eu vivi e ouvi em Coimbra nos Anos 80, sabendo que muitas vezes foi o próprio Cristo quem comigo falou, então, e se foi o PAI que me enviou desta vez, tenho de crer que Ele esteja sempre a orientar-me, na Missão que me entregou.

O que eu vos estou a dizer, ou a revelar neste momento sagrado, é a prova disso.

Ontem ouvi o Eduardo Nicolodi, e mandei-vos, inclusive, um vídeo, que muito me ajudou…

Continuai a ouvi-lo, pois ele é alguém que está com uma Missão Divina, igualmente muito Linda.

É um jovem, ainda, sim, mas é da LUZ e sabe o que vai dizendo, bem como por que o diz.

Siga, pois, cada um, o seu caminho, mas saiba que o PAI tem o Dele, e somente no Dele seremos Felizes.

E se o Cristo nos deixou O CAMINHO, e se é o PAI (DEUS) que o deseja ver renascido, então, esperamos o quê para fazer, ou cumprir, Sua Divina e Celeste Vontade?

Se tudo em DEUS é UM… Se as Suas Leis são Leis Eternas, que o Homem deixe de inventar, ou de criar divisões, ou separações, Nisso que é e que sempre será UM.

Aqui, em DEUS, só há uma POLÍTICA chamada VERDADE em AMOR!

O resto é nosso e somente miséria nos tem trazido.

Na Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

http://caminhonovotemplo.com

***

***

ELUCIDANDO

(O Que É O Templo O Caminho)

Caríssimos:

Na sequência do que já vos deixei, e respondendo a quem formulou a pergunta, direi:

– Eu, por minha vontade, não estou a Reconstruir, a Fundar ou a Criar nenhuma Igreja Espírita, se bem que não me sinta nada incomodado por estar a Reconstruir o Templo que o Senhor Jesus, o Cristo, fundou e deixou através de Seus Apóstolos, máxime sabendo que o estou a fazer a pedido, ou a mando, de nosso divino Pai/Mãe/Criador, como o senhor Jesus me elucidou nos anos 80.

Por muito que me custe repetir o mesmo de sempre, dir-vos-ia, se fosse assim tão simples, que nada fiz para ter ouvido na Rua Tenente Valadim da cidade de Coimbra, nos finais desses anos 80, por minha intuição telepática, o seguinte:

– “Prepara-te, pois vais reconstruir o Templo!”

E, à minha pergunta, como se havia chamado esse Templo, ouvi:

– “O Caminho!”

Isto aconteceu, acredita nisto quem quiser, ou for capaz, e ponto final!

Como nada fiz para receber da nossa Confrade D. Suzette Duarte nos dias 4 e 23 de Agosto de 2007, o que eu vos enviei do nosso Amado Irmão CHICO XAVIER, acerca desse Templo, mais acrescentando que, esse Templo, também era a Primeira Igreja Espírita.

Portanto, foi o Senhor JESUS, o CRISTO, que me informou de minha Missão, ao Serviço do PAI e da Humanidade, e foi o nosso Amado e Saudoso Irmão CHICO XAVIER que me falou, no que grafou à nossa Irmã Suzette Duarte, e que eu vos repeti.

Se é da Vontade de DEUS que o Templo que o Senhor JESUS Fundou e deixou a esta Humanidade, RENASÇA, quem sou eu, ou quem sois vós, para Lhe dizer: NÃO!

Mais! E, estando Reconstruído esse Templo, como já está e desde o dia 4 de Agosto de 2007, por que razão não há-de ser Ele, igualmente, o Templo (Igreja) do Novo Consolador, do Espiritismo, ou seja, da Ciência Espírita, como o Amado CHICO XAVIER, na qualidade de Sucessor de Allan Kardec, veio dizer?

Direi mais:

Se é VERDADE o que disseram, quer o nosso Amado CHICO XAVIER, quer o seu Amado Mentor EMMANUEL, na entrevista que concederam ao Jornalista de São Paulo no dia 5 de Janeiro de 1954, sobre a Religião Cósmica que surgiria, advinda do Cristianismo renascente e do Novo Espiritismo, e eu não duvido que seja VERDADE, então, tudo o que existe de religião Tem de Vir para este Templo ‘O CAMINHO’.

Inverte-se, assim, por Vontade de DEUS, o que aconteceu no ano 325, quando o Imperador Constantino, por sua vontade, criou em Roma, cidade Sede do Império Romano, a Igreja Católica Apostólica Romana, e fez entrar nela, tudo o que de religião existia.

Eu já vos disse que o PAI não amou essa substituição, e por estarmos num tempo de Novo Ciclo, de Nova Era, de Transição Planetária e de Reintegração Cósmica, tudo ELE deseja ver recolocado no seu devido lugar.

Convém, pois, que todos os Seus Filhos isto percebam, amem, e sigam, nunca olvidando que, em DEUS, Tudo é UM.

Se a Terra está a avançar para Ser a Terra de uma única Nação, a Nação dos Filhos da LUZ, então, continuar sem se UNIFICAR ao PAI, ajudando a que a Sua Vontade se cumpra, será erro e será estar fora Dele.

Aos Espíritas e a toda a Humanidade direi até breve, sem lhes impor seja o que for, pedindo, apenas, para que ajuízem e concluam bem, já que, perante DEUS, Eu Sou, tão-somente, um Seu humilde servo.

Posto isto, nada mais direi, sobre o que ELE me mandou fazer, pois que já o expus muitas vezes, quando bastaria dizê-lo uma única vez.

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus
(Sacerdote da Ordem Melchizedek e Responsável Terreno pela Reconstrução de O CAMINHO).
Web Site: http://caminhonovotemplo.com
***

***

ELUCIDANDO

Antes de quererdes legislar em benefício da morte assistida, perguntai por que razão nascem as crianças deficientes.

Quando souberdes, ou quando perceberdes a resposta, ides parar com essa legislação…

Isto vale para a interrupção voluntária da gravidez, já legislada?

Naturalmente que sim!

Quid Iuris?

Depois do vosso desencarne ireis saber…

Na Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

ELUCIDANDO

Verdades Históricas que nada apagará…

Meus Irmãos:

Há 2.018 anos o Senhor SANANDA KUMARA, Mestre Ascensionado, vinha em Missão à Terra, para ser Custódio do Cristo Maitreya, tomando seu Corpo Físico, nascido JESHUA ben Joseph, filho de Maria e de José, para Instaurar o Plano Divino entre nós, deixando, porém, entre os Seus Apóstolos, Um Templo, denominado O CAMINHO, entregando a Pedro a sua coordenação.

Lamentavelmente, o Mundo Humano da Terra, por via de seu Livre-arbítrio, recebido de DEUS, a FONTE, não estava pronto, nem se predispôs em saber recebê-Lo e ajudá-Lo nesse Seu Divino intento.

325 Anos volvidos, tudo se desmoronou completamente, em virtude da vontade do Imperador Romano Constantino ter decidido aceitar o Cristianismo, criando a esse fim, mas segundo a sua dita Vontade, a Igreja Católica Apostólica Romana, dando-lhe, por isso, todo o poder temporal e fazendo entrar nesta Igreja tudo o que existisse, de Espiritual, no Império Romano, como foi o caso de O Templo O CAMINHO, que via, assim, o seu fim, tal como o Senhor JESUS o havia Fundado.

17 Séculos depois, é DEUS, a FONTE de Tudo O Que É, que, neste Tempo de Fim de muita coisa, decide querer ver esse O CAMINHO de novo Renascido, e a Evangelizar toda a Terra, segundo a Mensagem do CRISTO.

Eis, pois, Aqui e Agora, o por quê de nossa Divina Missão, sem irmos, nem estarmos, contra nada e ninguém, não deixando, porém, de estar na defesa dessa Verdade do CRISTO.

A todos os que compreenderem, e o aceitem, diremos:

– Bendito o que vem em nome do Senhor!

Aos que não compreenderem nem aceitarem, diremos:

– Deus seja convosco!

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

Sacerdote Melchizedek

O CAMINHO – Novo Templo do Senhor

http://caminhonovotemplo.com

***

***

Nunca me cansarei de Defender a VERDADE Divina, plasmada na Vida e Obra do Senhor JESUS.

***

Meus Queridos Companheiros de Jornada Terrena:

Eu sei que não é fácil acreditar que o Templo ‘O CAMINHO’ seja aquilo que o Senhor Jesus, o CRISTO, deixou a esta Humanidade há 2.000 anos, antes de ser crucificado.

Para além de tudo o que eu digo na Carta Aberta que dirijo à Humanidade

http://caminhonovotemplo.com/missao/

E antes mesmo de eu iniciar a Reconstrução deste Templo, outras Obras existem que nos falam desse CAMINHO deixado pelo Senhor Jesus.

Uma dessas Obras é ‘José de Arimateia – O Discípulo de Jesus’, ditada pelo próprio José de Arimateia, Tio-Avô do Senhor Jesus, por ser Tio de Sua Mãe, e que o Autor FRANK C. TRIBBE recebeu e publicou.

José de Arimateia, nesta sua Obra, na parte onde nos descreve o que ia acontecendo nos dias imediatos à morte do Senhor Jesus, fala inúmeras vezes na existência desse ‘CAMINHO’, referindo-se aos ‘companheiros e/ou aos seguidores de ‘O CAMINHO’.

Falar assim José de Arimateia na semana seguinte à morte do Senhor Jesus, prova que esse ‘CAMINHO’ fora o que o Senhor Jesus deixara aos Seus Apóstolos na última Ceia, quando encarregou Pedro de ser o Coordenador desse Templo, onde estava toda a Sua Mensagem.

Conforme ledes na minha Carta Aberta, no final dos anos 80, por volta das 13 horas e 30 minutos, quando eu caminhava pela Rua Tenente Valadim da Cidade de Coimbra, ouvi uma VOZ que me disse:

– “Prepara-te, pois vais reconstruir o Templo.”

Depois de eu ter ajuizado sobre o que eu acabara de ouvir, perguntei.

– Senhor, se é Reconstruir, esse Templo já existiu, como se chamou?

– “O CAMINHO.”

Passado algum tempo de ter ouvido o que eu, aqui, vos acabo de dizer, a nossa Saudosa Irmã Celeste, Presidente do Centro Espírita ‘Caminho de Redenção’, de Coimbra, e que eu frequentava, vendo-me chegar, e tendo um pequeno livrinho na sua mão, disse-me:

– “Irmão Álvaro, este livrinho era de meu Saudoso marido, que ele tinha na mesinha de cabeceira, do qual lia uma folhinha todas as noites antes de dormir. Agora, os Guias pediram-me para eu lho dar. Não me disseram por quê, mas se é para si, faça o favor de o aceitar.” E deu-mo…

Num Capítulo desse Livro está o que eu coloquei na Web Site de ‘O CAMINHO’, e que podeis ver aqui:

http://caminhonovotemplo.com/primeiro-lar-espirita/

Sabemos que, de facto, o Senhor Jesus entregou a Pedro a responsabilidade de algo. Esse algo foi, exactamente, a coordenação do Seu Templo ‘O CAMINHO’.

No ano 325 desta Era, por a Palestina estar integrada no Império Romano, o Imperador Constantino, ao ter aceitado o Cristianismo como a Religião do Império, e ao ter criado a Igreja Católica Apostólica Romana, nela fez entrar todos os movimentos religiosos existentes no Império, decretando aí e assim, a morte do Templo ‘O CAMINHO’.

Passaram-se 17 longos Séculos…

Neste actual Tempo de Fim de Ciclo e de Nova Era, conforme ides ler nessa minha Carta Aberta, é o nosso Divino PAI quem deseja ver Renascido ou Reconstruído o Templo ‘O CAMINHO’.

Creio que a razão disso está ou reside no que aconteceu, de negativo, ao longo desses 17 Séculos nesta nossa sagrada Mãe Terra, em que, Ela mesmo, está em grande perigo…

Sem ferir nada, muito menos a Verdade, na minha modesta opinião, acho que DEUS não gostou da substituição feira ou decretada por Constantino, e, agora, por estarmos em tempo de Mudança, deseja que esse Templo ‘O CAMINHO’ regresse e volte a ser a O TEMPLO da TERRA.

Posto isto, pense, cada um, o que achar por bem, na certeza porém de que a vontade de DEUS é para ser cumprida.

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

Sacerdote da Ordem Melchizedek

***

***

O UNIVERSO INEXPLORADO

Momento Espírita

Sexta-feira, 18 de Maio de 2018

 

No ano de 2016, o telescópio espacial Hubble avistou o que foi considerada a galáxia mais distante comprovadamente observada por nós.

Uma viagem no tempo, quando o Universo tinha apenas quatrocentos e oitenta milhões de anos, segundo os cientistas.

O que mais surpreende é sua distância da Terra: mais de treze biliões de anos-luz. Algo inimaginável para a nossa compreensão actual.

Porém, logo este número será superado. Aposentando-se o Hubble, lançaremos novos telescópios, mais potentes, com tecnologias mais incríveis e veremos mais longe.

Notemos: em pouco tempo o homem saiu das cavernas e está a observar galáxias distantes…

As suas conquistas exteriores são impressionantes, belas. Mas, percebemos que falta-lhe realizar outra façanha, tão importante quanto esta, uma outra viagem desbravadora: a jornada para dentro de si mesmo.

O homem quer morar na lua, quer povoar outros planetas, mas não quer morar dentro de si mesmo. Por isso, foge da sua realidade através de diversos meios psicológicos trágicos.

Somos génios em determinadas áreas, mas não sabemos viver em sociedade, não sabemos lidar com pequenas frustrações, não sabemos perder…

Somos virtuosos, talentos capazes de impressionar multidões com a nossa técnica apurada, porém, não conseguimos manter um relacionamento simples com alguém.

Não conseguimos lidar com o outro ao nosso lado e isolamo-nos.

Os nossos filhos nascem sabendo muitas coisas. Lidam com as novas tecnologias com se tivessem feito cursos no mundo dos Espíritos antes de nascer.

No entanto, não sabem fazer amigos. Chegam à adolescência e criam para si avatares, identidades falsas e isolam-se. Não conseguem lidar com o contacto pessoal.

Os pequenos têm facilidades para idiomas, fazem proezas, aprendem a andar antes da hora, falam rapidamente. Contudo, carregam cargas de violência inexplicáveis dentro do seu íntimo.

Os nossos ídolos, artistas, personalidades de renome, que nos chamam a atenção por serem tão especiais no que fazem, que parecem ter a vida perfeita, escondem, muitas vezes, a solidão, a tristeza e a falta de sentido existencial, que conduz alguns ao suicídio.

E nós, pais e mães, aprendemos a ser multitarefas; a lidar com várias coisas ao mesmo tempo; a ter o controle de tudo; a ter informação; assistir a duzentos canais na TV enquanto damos atenção aos filhos e nos alimentamos.

Mas, a que custo? Por quanto tempo suportamos este ritmo? Será que nos conhecemos o suficiente para responder?

Por vezes, concluímos que é hora de desacelerar o nosso ritmo, reduzir actividades. No entanto, quase sempre, só quando é tarde, quando a depressão se instalou, quando a ansiedade tomou conta, ou quando alguma alteração biológica mais séria nos chama a atenção.

***

É hora de olhar para dentro, de conhecer as nossas estrelas, as nossas galáxias íntimas, de desbravar esse Universo ainda tão inexplorado.

A vida torna-se insustentável sem esse conhecimento.

Tudo fará mais sentido quando buscarmos a nossa essência, quando começarmos a entender quem somos, o que fazemos aqui e qual o nosso objectivo maior.

Não nos deixemos levar pelas atribulações do mundo moderno e as suas tantas distrações.

Somos maiores do que tudo isso. Somos mais do que as coisas materiais.

Somos mais do que o tempo, do que o espaço. Somos Espíritos imortais.

Redação do Momento Espírita.

Em 14.5.2018.

Fonte: Momento Espírita

www.momento.com.br

***

Luz, Amor e gratidão

***

Texto revisto e adptado ao Português Europeu por Álvaro de Jesus

O CAMINHO – Novo Templo do Senhor

Desde a cidade do Porto, Portugal, para todo o Planeta

Web Site: hhtp://caminhonovotemplo.com

***

***

ELUCIDANDO

(DERRADEIRA MENSAGEM)

 

Prezadas e Prezados Irmãos:

Não preciso de vos sinalizar o por quê, ou a absoluta necessidade de ser o Templo O CAMINHO a Evangelizar todo este Povo da Terra, pois basta-nos saber que este Templo foi Aquele que o CRISTO deixou, e que esta é, Aqui e Agora, neste Fim de Ciclo, a Vontade de nosso Divino PAI/CRIADOR.

Se conseguirmos perceber o por quê desta Sua Vontade, levantaremos imediatamente a nossa âncora do mar sombrio onde nos temos situado (eu comecei a levantá-la em 1976).

Os nossos Irmãos Cósmicos (ET’s) SHELLYANNA e VELUDO, ela através da mediunidade psicofónica Dr.ª Mónica de Medeiros, e ele através da do Robson Pinheiro, disseram-nos o bastante para percebermos o triste degrau espiritual onde ainda nos situamos, pois continuamos a nada saber do Cosmos, nem de nós mesmos, espiritualmente falando…

Tudo pensado no Século XVIII, chegou-nos há 161 anos – 18 de Abril de 1857 –, a Obra ‘O LIVRO DOS ESPÍRITOS’, onde Irmãos nossos Ascendidos e da Luz nos vieram ajudar, através de Allan Kardec e sob a Coordenação do Espírito da Verdade (ELIAS), a perceber o por quê das coisas do Espírito.

Mas, apesar de todos estes 161 anos, por incúria das Igrejas e falta de ensino espiritual credível, continuamos a ignorar todas as coisas do Espírito que Somos.

Culpa de quem?

Nossa e dos professores espirituais medíocres que temos tido, pois que, para cúmulo da pouca-vergonha e da ignorância, 161 anos depois dessa Obra, onde quase tudo do que o CRISTO nos disse e deixou, nos foi redito e reensinado, veio o Papa Católico afirmar:

– “Existe um grande analfabetismo espiritual na nossa sociedade.”

Isto, vindo do actual Papa Católico, o PETRUS ROMANUS, é a incrível desonra e o total fracasso dele mesmo e da doutrina da sua Igreja. Ter esta Igreja ainda algum povo, nada já a salva do seu fim, pois o CRISTO não é um fala-barato…

SIM! As 15 graves doenças que o mesmo Papa apontou, no Natal de 2014, à Cúria Romana, redundaram na sua morte, levando consigo toda a Igreja…

Sim! A Cúria Romana e a Igreja analfabeta estão mortas, não sendo por acaso que é o PAI de todos nós que a deseja substituir pelo Templo O CAMINHO, ou seja, pela futura Religião Cósmica, como lhe chamou, ou como a designou EMMANUEL, em 5 de Janeiro de 1954, através de CHICO XAVIER.

Percebeste agora? Ou ainda não?

Adeus…

Na Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

O CAMINHO-Novo Templo do Senhor

Web Site: http://caminhonovotemplo.com

***

***

Olá, meus Queridos Irmãos Espirituais, filhos Amados do UM, em Evolução neste Amado Plano Terreno…

Eu tenho-vos dito que Só posso Agradecer ao nosso Divino PAI/Mãe/Criador por tudo o que Ele me vai fazendo encontrar… Visando a minha Iluminação e Ascensão, pois que, como vós, aqui me encontro e estou para isso mesmo, ao mesmo tempo que vos ajudo a perceber, igualmente, Sua Divina Vontade, em relação à vossa também necessária Evolução.

Ontem, e ao longo da noite, pois eram quase 4 horas da madrugada quando me deitei, mais uns Amigos me foram dados a conhecer…

E, através destes novos Amigos, e confrades estudiosos da Ciência Espírita, vieram Guias, Guardiões, que estes novos Amigos canalizam de uma forma diferente e brilhante…

Ontem conheci a Dr.ª Mónica de Medeiros e o Robson Pinheiro…

A Dr.ª Mónica de Medeiros canaliza, como ides ver, uma nossa Irmã Extraterrestre de nome SHELLYANNA, e o nosso Irmão Robson Pinheiro, canaliza, igualmente, outros ET’s, Guardiães da Terra, como é o caso do nosso Irmão ET VELUDO…

Analisem o que nos dizem estes nossos Dois Irmãos Cósmicos, ou seja, de outros Mundos, dos muitos Biliões deles que há, por aí, neste COSMOS infinito, já que tudo o que tem movimento é habitado…

Ouçam SHELLYANNA e VELUDO, para começar…

Repito: Só posso AGRADECER.

***

VELUDO (Espírito Humano, Masculino, ET), através do Robson Pinheiro:

https://www.youtube.com/watch?v=wMiZU2AUwM0

SHELLYANNA (Espírito Humano, Feminino, ET), através da Dr.ª Mónica de Medeiros, numa entrevista orientada pelo Robson Pinheiro:

https://www.youtube.com/watch?v=Amp7be6p1jk

Agora, que os ouvistes… AJUIZEM… e CONCLUAM! O Resto… fica exposto… e tereis de o admitir.

Na Luz do Amor e da Verdade Cósmica…

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

 

***

Eis a Verdade que eu deixei na Notícia:

A Questão é Divina, pois a Vida ainda e sempre estará no poder Único de DEUS, ou no que, politicamente falando, poderíamos chamar ou identificar como Reserva Absoluta de DEUS, isto é, ser somente DEUS a ter acesso ao Dar, ou ao Extinguir a Vida, como a conhecemos.

Sim, não é confessional, nem religiosa, por a confissão nada ter, desde logo, a ver com a Vida, nem com DEUS, e por as religiões serem, igualmente, de invenção humana e as haver por aí aos milhares, ao sabor e ao gosto de cada um, tenham elas, ou não, algo a ver com a Verdade Divina, aqui tão sofredoramente deixada pelo Senhor JESUS, o CRISTO.

Por a Vida ser Divina e por ela acontecer, fisicamente, nas Escolas Planetárias – a TERRA é uma delas –, igualmente criadas por DEUS, segundo Sua Vontade e Desígnios, pergunte-se, então, e antes de se pensar em legislar sobre o sim, ou sobre o não, à Interrupção da Vida, seja pela Eutanásia seja pelo Aborto, por que razão Obriga DEUS os Espíritos, Seus Amados Filhos, a virem à Encarnação, podendo vir com, ou, sem saúde.

No Evangelho do CRISTO, depois de ter sido objecto de severos cortes por ordem do Imperador Justiniano, ouvida que foi sua Imperatriz Teodora, ainda encontramos em Mateus, XVII: 10 a 13; e em Marcos, IX: 10 a 12, um diálogo entre o Senhor JESUS e os Seus Apóstolos, onde estes (Após a transfiguração), O interrogaram, dizendo: “Por que dizem, pois, os escribas que é preciso que Elias venha primeiro?”

JESUS respondeu-lhes: É verdade que Elias deve vir e restabelecer todas as coisas, mas eu vos declaro que Elias já veio, e eles não o conheceram, e o trataram como quiseram. É assim que farão sofrer o Filho do Homem.” Então seus Discípulos compreenderam que era de João Baptista que Jesus lhes havia falado.

Nesta resposta, o Senhor Jesus oferece-nos duas informações sobre Elias: a primeira: “que Elias deve vir e restabelecer todas as coisas”, e a segunda: “que Elias já veio.” Uma Contradição!? Não, vejamos por que não.

Comecemos pela última afirmação do Senhor: “Elias já veio”, sim, é verdade, e havia sido João Baptista, tal como os Discípulos compreenderam, quanto, agora, à primeira afirmação: “Elias deve vir e restabelecer todas as coisas”, o Senhor Jesus não disse quando é que isso aconteceria… Mas eu vos digo que também já aconteceu, tendo Elias sido o Espírito da Verdade que orientou toda a Obra do Novo Consolador, deixada pelo Insigne Professor Parisiense Hippolyte Léon Denizard Rivail, mais conhecido pelo seu pseudónimo Allan Kardec, pois que este Novo Consolador, tal como o Senhor Jesus nos havia dito há 2.000 anos, de tudo nos falaria, até mesmo daquelas coisas que Ele não nos podia falar nesse Seu tempo, repondo, portanto, todas as coisas.

Se Elias veio e foi João Baptista, como o Senhor Jesus deixou dito e percebido, então, não somente os Espíritos são obrigados, por DEUS, a vir à Encarnação, por esta ser obrigatória, como terão de voltar a Encarnar, desta vez, pela sua Reencarnação, continuando o sumário das lições que nesta Escola se aprendem, que os levarão à Mestria, possibilitando-lhes Ascender e serem, in fine, Mestres Ascensos, como o Senhor Jesus é, e dai ser chamado Divino Mestre.

Então, se vimos à Encarnação e se estas, sendo obrigatórias, são sucessivas, fácil nos será concluir, pela Lei de Causa e Efeito, ouvido o Conselho Cármico, que os Espíritos poderão sentenciar-se a si mesmo e virem, por via de suas dívidas de Vidas Pretéritas, deficientes, ou, podem ter pedido a DEUS, que tudo autoriza, sofreram doença gravíssima, antes de sua morte natural, liquidando, assim, seu Carma negativo de vidas passadas, estando tudo isto plasmado na Carta de Vida que elaboraram antes de sua vinda à Reencarnação.

Aconselhamos, assim, que nada se legisle, quanto à VIDA, sem, antes, se ouvir o Céu, através de Médiuns de Centros Espíritas, ou do Templo O CAMINHO, devidamente reconhecidos, pela sua Honradez e Honestidade.

Ademais, não nos diz o provérbio Popular:

– “Aqui se fazem, aqui se pagam!?”

Logo, Senhoras e Senhores, Eutanásia será sempre um Crime cometido contra a Carta de Vida desse ou dessa a quem se deseje aliviar a dor e abreviar a morte, o que equivale a dizer que será, naturalmente, um Crime contra a Lei Maior de Deus, que autorizou esse sofrimento a quem Lho pediu.

Será Crime tal como a interrupção voluntária da gravidez o é, por impedir que o Espírito ‘A’ ou ‘B’ volte ao plano Físico, devida e previamente autorizado por DEUS, a fim de continuar sua evolução.

Portanto, aborto e eutanásia, um e outro, nunca se devem autorizar. Mais… Nunca se deve beliscar a VIDA.

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

Sacerdote da Ordem Melquisedeque.

***

Notícia:

http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/contra-a-eutanasia-em-defesa-da-vida-igreja-catolica-portuguesa-lanca-15-milhoes-de-folhetos-303812

***

ELUCIDANDO

(Em Tudo na Vida, Só Há Uma Verdade)

 

Caros Leitores:

O segundo Título que eu adicionei a este ELUCIDANDO é o Comum que Todos Nós Sabemos. Sim, mas, muitos arranjam segundas verdades para chuparem o sangue e a vida de seus Irmãos.

Zeca Afonso cantou Abril antes de ser Abril e deixou-nos ‘Os Vampiros’. Lembram-se!?

Eu estudei em Coimbra, na Faculdade que fica logo a seguir aquela em que ele estudou. Ele foi de Letras, e eu andei em Direito.

Ele cantou Coimbra e eu canto Coimbra.

Ele, com a Balada de Outono, rompeu com a Tradição, só voltando às canções de Coimbra, com o Fado ‘Saudades de Coimbra’, depois do 25 de Abril de 1974, e eu estou a Reconstruir o Templo da Verdade, DEZASSETE Séculos depois.

Cada Um é UM, SIM, mas estamos juntos, pois não é por acaso que eu estou a começar este Elucidando a falar dele…

Por isso, eu lanço o Grito Académico:

Para o Zeca não vai nada, nada, nada!?

TUDO!

Mas mesmo nada, nada, nada!?

TUDO!

Então… F.R.A (éfférreá)

https://www.youtube.com/watch?v=-Nl-4MhdmtQ

***

Posto isto, vamos lá então à Verdade Espiritual que tem andado escondida, ou arredada, do POVO desde Planeta, desde o ano 325 desta Era, ou seja, desde o Século IV.

Assento as minhas palavras, ou esta minha dissertação, no que o Senhor GAUTAMA nos ilustrou na Primeira Mensagem de ‘O LIVRO DA ANUNCIAÇÃO’, onde Ele anuncia a vinda do Novo Messias, o 12º, que abre o Primeiro Volume, de Cinco, que constituem ‘AS NOVAS ESCRITURAS’.

– “ … Não temais tão-pouco os fariseus, os escribas, os vendilhões ou os césares destes tempos, que se apressarão a condenar este livro nas suas listagens de obras excomungadas, com as mesmas consciências plenas de vícios e os mesmos ventres demasiadamente fartos com que, durante o negro período de obscurantismo em que reocuparam os seus lugares desde o século IV desta era, enviaram para as fogueiras, para o cadafalso ou para as masmorras, os mais sábios, os mais santos e os mais virtuosos.” – GAUTAMA.

Esta sentença é Pura, e, por ser Pura, é Legal, segundo as Leis Cósmicas.

Então, e dando, também, sentença favorável ao que foi dito pelo CRISTO nas Suas 9 Cartas, que cessem, então, as actuações desses fariseus, desses escribas, desses vendilhões ou desses césares.

JESUS de Nazaré, o CRISTO, deixou, e nunca será demais lembrá-lo, sobretudo aos esquecidos, Dois Mandamentos, retirados, por sintetização, dos DEZ Mandamentos que vinham desde Moisés.

Sim! Desses DEZ, o CRISTO, por Sua Divina Autoridade, sintetizou-os, integrou-os, e deixou-nos apenas DOIS, a saber:

1.º – “AMAI O PAI ACIMA DE TODAS AS COISAS, EM ESPÍRITO E EM VERDADE!”

2.º – “AMAI O PRÓXIMO COMO A VÓS MESMO. TAL É A LEI!”

 ***

AMAR em Espírito e em Verdade será AMAR somente com o Coração, Intimamente, sem fantasias nenhumas agarradas, como andores, procissões externas, ou carretas.

AMAR o Próximo será Amar como se ame a Si mesmo, e tudo fica dito. Certo!?

***

Então, pergunto-Te:

– Quem é que não entende, ou não percebe, estes Dois Decretos-Lei Divinos?

– Quem é que não sabe, ou não consegue traduzir o que eles significam?

– Tu, minha Irmã, Tu, meu Irmão, não consegues traduzi-Los?

Eu sei que consegues… Então Tradu-los e Age de acordo, ou em conformidade, com o que eles significam para Ti, e estarás na Verdade plasmada na mensagem do CRISTO.

Não tens, nem nunca terás problema algum na sua tradução, mesmo que sintas alguma dificuldade em cumpri-Los, por o teu Ego ainda se sobrepor ao Teu Eu Superior. Tens em Ti tudo para que os saibas traduzir, ou seja, o Teu Coração saberá sempre traduzi-Los. Ouve, pois, o Teu Coração. Ok?

És Tu, somente Tu, Quem Gere Toda a Tua Vida, estejas Encarnado ou Desencarnado, ou seja, a viveres uma nova experiência como Humano, ou sendo somente Espírito, em tempo de Entre-Vidas, ou já Ascensionado.

Já Te foi informado, por nós, o que DEUS deixou dito:

– “AS ESCOLHAS SÃO SEMPRE TUAS!”

Sim! Tu Sabes que és livre por Sua Divina Vontade, sendo, então, Verdade, que as Tuas Escolhas são sempre filhas de Tua Vontade, em Liberdade. ELE apenas Te autoriza o que Lhe Vais propondo e pedindo para viver nas Escolas Planetárias, e que plasmas nas Cartas de Vida que vais fazendo, Vida após Vida, antes de vires às Encarnações. Sim! Encarnações que vais tendo e vivendo, em ordem a que, um dia, depois de muitos milénios, numa delas, possas Ascender.

Sê, pois, Um com Ele e nada ter faltará, ao longo de Tua Eternidade.

Fico por aqui, pois no que Eu aqui Te deixo, fica-Te tudo para poderes saber conduzir-Te e vencer-Te.

Que depois de Te saberes conduzir e vencer, saibas ajudar outros a saberem conduzir-se e a vencer-se também. É o que Eu aqui Te estou a fazer, e a ensinar.

Sim! Nunca esqueças que És Um Com Todos, ao seres Filho do UM, do CRIADOR.

Portanto, qualquer coisa, por mais ínfima que seja, que faças contra esse Teu, ou essa Tua Irmã, o farás contra TODOS e, absolutamente, contra Ti mesmo. E assim é.

Espero que me tenhas compreendido, ou percebido.

Na Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

Amadas e Amados Caminheiros:

Eu vou pedir-vos para estarem com MUITA ATENÇÃO ao que ides ver.

MARC é Mágico, e foi ao PROGRAMA Britain’s Got Talent, demonstrar a sua Magia…

Repito: Estejam com Muita Atenção, vendo tudo o que ele entrega e pede a cada um dos 4 Jurados.

Se tiverem que ver de novo, vejam…

O MARC é um de Nós e Nós somos ele…

Pois É…

Este vídeo disse-me muitas coisas…

Disse-me que não devo desistir de ser Quem Eu Sou…

Disse-me por que devo AMAR os que me acompanham na Minha Missão, por serem DEUS em acção, e UM Comigo…

Disse-me que eu sou um Grande MAGICO por estar a Reconstruir o Templo ‘O CAMINHO’, que o Senhor JESUS, o CRISTO, fundou e deixou a Pedro há 2.000 anos, partindo do NADA, tendo, apenas, o Amor à Minha Missão, e o Amor de 4 Pessoas que, ao fim de 11 anos, continuam comigo.

A Vida é MAGIA… E Temos de Saber respeitar esta MAGIA… Pois não é fácil vir à Encarnação e VIVER esta VIDA, que DEUS nos vai permitindo VIVER.

Beijos e Abraços.

Eu Sou Álvaro de JESUS
***
https://www.youtube.com/watch?v=tgDjjj-IRcc

***

Com a devida vénia… Eis…

O Ilustre Prof. Laércio Fonseca, em…

“Seminário Especial Sobre Relacionamentos Afectivos 04. O Parceiro Ideal”

https://www.youtube.com/watch?time_continue=1077&v=WfsYZUNMBbg

***

O Prof Laércio está na Razão e na Verdade. Depois deste vídeo, se vos amardes a vós mesmos, como vos deveis amar, ireis desprezar a consciência ocidental que vos amarrou a determinados conceitos e preconceitos, e concluireis que tudo isso é LIXO.

Sobre certos casamentos, por exemplo, eu já aqui transcrevi o que deles disse o Arcanjo MIGUEL, ou seja, aos olhos de DEUS, esses casamentos nada valem, sobretudo pela matança de animais, que, espiritualmente falando, é um crime praticado contra o 5º Mandamento.

Para legalizar uma União em que o Sentimento AMOR, se ele existir verdadeiramente, é o Ângulo a ter em conta, basta ir a uma Conservatória de Registo Civil com duas Testemunhas. Levar mais amigos depende dos Noivos e de suas famílias.

Na Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

(Sacerdote Melchizedek)

O CAMINHO – Novo Templo do Senhor

***

***

ELUCIDANDO

(A HORA CHEGOU – A Nova Vida da 5.ª Dimensão)

Por: Senhor SANANDA KUMARA

Nota de Abertura:

Caríssimos:
Podeis Olhar e Seguir, como Podeis Olhar, Parar, Ver, Assimilar e SER.
A escolha é sempre vossa. Ok?
Muito bem! A mim, porém, como vosso Irmão e Sacerdote da Ordem Melchizedek, responsável pela reconstrução do Templo ‘O CAMINHO’ que o Senhor JESUS deixou a Pedro, cumpre-me, por um dever fraternal, deixar-vos, ou dar-vos, o que eu Sei, por me ter chegado, ou por eu o ter estudado.
Sim! O meu Lema é e será sempre este:
Onde Todos ajudam, nada custa. DEUS sorri e Abençoa.
Lindo, não é!? Pois bem…
Então, eu, no dia 26, deixei aqui um vídeo do YouTube cujo Título é:
“A HORA CHEGOU – A Nova Vida da 5.ª Dimensão.”
Trata-se de uma Mensagem que o Senhor SANANDA KUMARA, que foi, há 2.000 anos, o nosso conhecido e Amado Senhor JESUS de Nazaré, ditou e nos ofereceu, para este Tempo.
Para vos ajudar, como disse em cima, tive o cuidado de ir retirando o texto do que eu ia ouvindo, e aqui vos deixo as SEIS questões que Ele nos recomenda, a fim de poderes ter mérito para subir, com a TERRA, à 5.ª Dimensão, facto que está em Processo. Ok? O texto foi revisto e ligeiramente retocado, pois vinha na língua do Brasil. Vamos lá… Então…
***
“A HORA CHEGOU, a Nova Vida da 5.ª Dimensão.”

“Viver Uma Vida de Alta Vibração!”

https://www.youtube.com/watch?v=BMQrh06smtk

Eis os SEIS Pontos que o Senhor nos deixou, para nos ajudar:

1. – Comprometa-se a ter 15 a 30 minutos ininterruptos por dia para ficar quieto, meditar e comungar com o seu Eu Superior, e a sua Equipa Espiritual;

2. – Beba muita água, pois a integração e ancoragem das Energias mais altas exigem que os seus corpos permaneçam hidratados. Isso mantém todo o seu Ser Equilibrado;

3. – Escolha sempre alimentos e bebidas vibracionais elevadas, o que significa, sem álcool, cafeína, açúcar ou gorduras de altas calorias, não nutritivas. O consumo de partes/corpos de animais baixam as suas vibrações, pois o medo e o sofrimento dos animais no momento da sua morte permanecem nas partes do corpo que come.
Então, quando for a hora certa, para si, considere abraçar um estilo de vida vegetariano, pois isso ajudará as suas vibrações a permanecerem altas.
Também lhe é recomendado beber suco cru, fresco e prensado todos os dias, pois isso ajuda as vibrações mais altas do seu Espírito;

4. – Aterre-se ao Planeta diariamente, e passe mais tempo ao ar livre na Natureza todos os dias. Andar descalço na natureza por, pelo menos, 10 minutos por dia, é altamente recomendado;

5. – Mexa-se e faça exercícios. Todos conheceis os benefícios do exercício, pois isso ajuda-vos na concentração, dá-vos clareza e mantém-vos saudáveis;

6. – Liberte todos os seus vícios e os seus desperdícios de tempo. Isso inclui: assistir a muita TV, ler/assistir a muitas notícias, gastar muito tempo nas mídias sociais, etc.;
Você mesmo sabe quais são os maus hábitos e os vícios prejudiciais, aos quais ainda se apega.
Seja honesto consigo mesmo e peça a nossa ajuda para se libertar de tudo isso.
Lembre-se da Regra nº 1: Se o seu Foco actual é em algo que está na sua vida, como um livro que está a ler, um programa de TV/notícias, um filme, uma situação difícil, uma luta recente, um evento passado, etc., e se está a fazê-lo sentir-se entediado/cansado, exausto, inquieto, sem sentido, triste, bravo, deprimido ou qualquer outro sentimento negativo, esse é o jeito de o seu EU SUPERIOR lhe dizer para parar imediatamente com isso e mudar o seu Foco.
Estais a ser lembrados constantemente pelo modo como vos estais a sentir, a escolher uma actividade/foco que melhore a vossa vibração, e a qualidade da vossa vida a longo prazo.
Adopte as orientações acima por, pelo menos, 21 dias, continuamente, sem parar, pois é geralmente o tempo que leva uma pessoa a mudar e a formar hábitos novos e saudáveis, e em pouco tempo a sua vida vai mudar, para reflectir e ter uma mais alta visão das que teve nesta sua vida, e todas as manhãs acordará em alegre antecipação de que aventuras o dia lhe trará.
O Projecto 5D da sua vida será manifestado com facilidade e perfeição e não haverá como impedi-lo de alcançar as alturas da Alegria, do Amor, da Paz e da Abundância, compartilhando-os com todas as Almas que encontrar nesta sua jornada de Vida.
Eu acompanho-o a cada passo do caminho. Você nunca está sozinho. Envio-lhe muito Amor para iluminar o seu caminho.

Seu Irmão na Luz,

Sananda.

***

E L U C I D A N D O

(Violência Doméstica)

 

Para se compreender o porquê de certos atritos entre Familiares, que levam, ou que podem levar à violência doméstica, estude-se a primeira Obra de Allan Kardec ‘O Livro dos Espíritos’, nomeadamente a sua segunda parte, Capítulos II e IV, os quais nos ilustram sobre a necessidade de os Espíritos, Criados por DEUS na condição de Simples, Livres e Ignorantes, virem, ou necessitarem vir, às Encarnações Sucessivas.

Esta é uma Lei Fundamental de DEUS – a Lei da Reencarnação – que nenhum de nós deve desconhecer. Nenhum…

A outra Lei, que casa, ou que anda sempre Junta com esta, é a Lei do Carma, ou Lei de Acção e Reacção, ou ainda Lei do Retorno. Aquilo que o Povo conhece por “Aqui se faz, Aqui se paga.”

Nestas duas Leis encontramos sempre o Conselho Cármico, o qual é constituído pelos nossos Amados Mestres Ascensos, e por outros Divinos Seres da Luz.

– “Tudo o que se semeia… Colhe-se”, pois… “Tudo será pago até ao último ceitil.”

Allan Kardec veio à Encarnação no Século XIX (03-10-1804), escolhido que foi no Século XVIII pelo Senhor JESUS para essa Missão, tendo-nos deixado ‘O Novo Consolador’, que o Senhor JESUS anunciou, há 2.000 anos, a esta nossa Humanidade.

Estude-se, pois, por Allan Kardec, a Ciência Espírita, pois que, quando estudamos esta Ciência saímos da ignorância, que neste caso é congénita, isto é, é Inata, veio connosco, é nossa, constitui-nos, por vontade de DEUS. Este assunto é Tema para muitas palestras…

Que não se duvide que o Ilustre Pedagogo e Professor Hippolyte Léon Denizard Rivail soube por que razão apelidou de Ciência aquilo que estudou, O Novo Consolador, e nos deixou.

Que esta Ciência não Te meta a Ti, medo algum.

Na Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

https://pt.wikipedia.org/wiki/Allan_Kardec

***

ELUCIDANDO

(Temos de Saber Ser)

Prezados Amigos, Irmãos e Leitores:

Com ou sem provas sobre a existência de DEUS, recordemos a frase que encontramos na Obra ‘Conversas com Deus’ de Neale Donald Walsh, proferida pelo seu interlocutor, ou seja, por DEUS:

– “Neale, Tu não És o teu corpo físico.”

Amados! Temos a obrigação sagrada de Traduzir esta frase com todo o respeito que Ela, intimamente, nos merece. Intimamente, por Ela ressoar, profundamente, em nós e em tudo o que nos constitui, pois que nos afirma e garante que assim é.

Sim! Instintivamente, todos nós sabemos que somos algo mais do que o magnífico Corpo Físico que possuímos, e sobre isto, por todas as razões, máxime as não visíveis, não temos dúvidas. Entre todas essas razões basta-nos aquela que nos faz olhar ao nosso redor e ver o que Alguém Criou, incluindo Nós mesmos, pois que de Sua Criação fazemos parte, sendo o próprio milagre da Vida.

Então, a solução para encontrarmos o nosso CAMINHO Ascensional, vivermos em Paz e em Fraternidade uns com os outros, reconhecendo, finalmente, que Todos Somos Um, pela simples razão de o Ser que Somos, que nos constitui, e que não é o nosso corpo Físico, ter sido Criado por esse Alguém a quem o Senhor JESUS, o CRISTO, chamou CONSCIÊNCIA DIVINA CRIADORA, PAI, ou FONTE de Ser, e assenta, exactamente, na Verdade deixada pelo CRISTO, a qual, por ser a Verdade dessa FONTE de Ser, nossa É também.

Advém-nos daqui, a Grande Verdade Cósmica, que nos diz que Todos Somos Irmãos Espirituais, como o CRISTO nos revelou, Filhos de UM PAI que É AMOR, e assim O teremos de Compreender, Aceitar e Amar, sendo, também, esse AMOR, ou seja, sendo UM com ELE.

E basta uma Máxima do CRISTO para nos obrigar a pedir Desculpa a Todos, sim, a Todos, levando-nos para a HUMILDADE que devemos ser enquanto alunos da Vida, nesta Maravilhosa Escola Planetária chamada TERRA.

E, a frase, é esta:

– “SÓ PELO AMOR SERÁ SALVO O HOMEM!”

Quando o Homem souber traduzir, com o seu Coração, esta frase do CRISTO, saberá que É UM COM DEUS e, naturalmente, Ascenderá.

Eis o que eu, por Missão, vos tenho de dizer ou relembrar.

Na Luz que me conforma e constitui,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

Sacerdote da Ordem de Melquisedeque

Cidade do Porto-Portugal

Responsável na Terra por “O CAMINHO-Novo Templo do Senhor”

Web Site: http://caminhonovotemplo.com

***

Meus Queridos Amigos e Irmãos Espirituais…

Nada se impõe, mas tudo se aconselha!

O que o nosso Prezado Prof Laércio Fonseca diz sobre a INVEJA é um CANCER, ou um CANCRO Multimilenar, isto é, vive e subsiste no coração do Homem desde que o Homem é Homem na Terra.

Mas atenção…

O CRIADOR sabe disto, pois que, por Sua Divina Vontade, Criou-nos, como Espíritos, à Sua Imagem e Semelhança, Livres e destituídos de Saber quem Somos em relação a Si mesmo, obrigando-nos, por isso, a vir às Escolas Planetárias (aos Planetas), através das nossas muitas Encarnações. (Ver a Teoria da Reencarnação).

Na condição de sermos Livres e Ignorantes em relação a DEUS, podemos ERRAR, mas sem que, porém, haja Pecado contra Ele, como muito bem nos ilustra o CRISTO nas Suas Cartas. Se foi da Vontade de DEUS sermos livres e ignorantes, então, tudo é Como Ele Criou…

Ciúme, Inveja, Orgulho, Vaidade, Ganância, Despotismo, etc., são situações que nascem, exactamente, dessa nossa Liberdade e por via desse nosso Desconhecimento acerca de Quem Somos, em Relação ao nosso Divino PAI/MÃE/CRIADOR.

Tudo isto assim é, por assim nos ter Criado DEUS. Ok?

DEUS, em ‘Conversas com Deus’, de Neale Donald Walsh, a certa altura desse Seu diálogo com o Neale, disse-lhe:

– “Eu mando-vos os Meus Mestres e vocês matam-nos.”

E, o CRISTO, há 2.000 anos, através do Senhor JESUS, deixou dito:

– “Amai o Pai, acima de todas as coisas, em espírito e em verdade, e Amai o Próximo como vos amais a vós mesmos. Tal é a Lei e os Profetas.”

Allan Kardec, na mesma esteira e na segunda metade do Século XIX, também soube dizer-nos:

– “Fora da Caridade não há Salvação.”

E, hoje, lembrando a Máxima do CRISTO), direi:

– “FORA DO AMOR NÃO HÁ SALVAÇÃO.”

Portanto… Como aluno que se preza, cumpre-nos despertar para a VERDADE da EXISTÊNCIA, através do Conhecimento, e Saber Olhar para o que está ao nosso redor, para o que nos cerca, e Ver DEUS em Toda esta Sua Criação, amando-A plena e totalmente, sendo portanto AMOR, como o nosso Divino PAI o É!

AMA, pois, Tudo, a começar por Ti, e terás obtido o que aqui vieste buscar, para Tua Iluminação e Ascensão.

Enquanto isto não acontecer… Razão terá o Senhor Jesus para nos dizer:

– “A Terra é um inferno, porque vós sois demónios. Tornai-vos ANJOS e a Terra será um Paraíso.”

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

(Sacerdote Melquisedeque)

Reconstrutor do Templo ‘O CAMINHO’ que o Senhor JESUS, o CRISTO, deixou ao Seu Apóstolo Pedro. Templo este que morreu quando o Imperador Romano Constantino criou, no ano 325 desta Era, a Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Judaico-Cristã, um misto de Moisés e do Cristo, fazendo dela a Igreja do Império Romano, obrigando a que tudo o que existia, como o Templo O CAMINHO, nela se subsumisse. DEUS, porém, neste tempo de MUDANÇAS, por ver que a substituição não resultou, deseja que TEMPLO O CAMINHO Renasça e se apresente ao Homem da Nova Terra. Se DEUS o Quer, assim é, e assim será. Faça-se, pois, Luz!

***

https://youtu.be/UEKMjDWS9gk

***

PRIMÍCIAS DE UM NOVO DIA

 CHAMADA DO ALÉM

 

Missionários da História de Portugal

 

Mensagens de:

Luís de Camões, Vasco da Gama, Fernando Bulhões, Pedro Álvares Cabral, Gago Coutinho (Gualdim Pais), Fernão Lopes, Fernando Pessoa, Isabel de Aragão, António de Oliveira Salazar, Eça de Queirós, D. João de Avis, D. Afonso Henriques.

Prefaciado por Mãe Maria, Excelsa Mãe de Jesus

***

Edições Fraternidade

Calçada de Santo António, 14-A, 14-B

1200 LISBOA

***

Prefácio

É com a maior alegria que me dirijo ao Mundo, uma vez mais, através de Portugal e de mediadores portugueses, assinalando a passagem do 70º aniversário da minha manifestação em Fátima. Esta ocasião é particularmente importante e, por isso, ofereci-me para apresentar este livro, no qual são publicadas mensagens de 12 insignes seres que encarnam importantes e decisivas personalidades na História de Portugal.

As palavras que escreveram falam por si próprias e vós as julgareis no tribunal dos vossos corações. Devo, no entanto, com justiça, afirmar que desde aquele que seja tido pelo Mundo como o mais indiscutível exemplo, até aquele que levante maior controvérsia, todos são importantes servidores do Plano de Deus em todos os seus aspectos de manifestação e todos estão particularmente empenhados no auxílio ao conjunto de discípulos e de pessoas de boa vontade que, neste momento, em Portugal, no Brasil, na Índia e em todo o planeta trabalham afanosamente na preparação da vinda do Messias, que se aproxima.

É portanto a vós, leitores, que se destina, em primeiro lugar, esta obra. Faço um apelo aqueles que, todos os anos, a 13 de Maio, Agosto e Outubro se reúnem em Fátima para que, em conjunto, orem pela Paz, pelo Amor e pela Justiça no Mundo. A vossa colaboração é preciosa nos poucos anos que ainda faltam para o ressurgimento do Cristo. Que o vosso uníssono apelo soe bem alto na esfera terrestre.

Ficai cientes de que as vossas orações e preces impessoais serão todas canalizadas para o imenso reservatório de energias que constitui o canal pelo qual vem já descendo o Messias.

Quando, há 70 anos, anunciei em Fátima o fim da Grande Guerra, não previa talvez que a ambição de alguns homens a prolongasse por tanto tempo mais. Na realidade, ela não terminou em 1918, nem em 1945, mas dura ainda nos dias presentes. Reveste-se de formas mais sofisticadas mas mantém-se ainda em diversas frentes.

Agora sim, afirmo-vos. Orem, orem com fervor, nomeadamente pelo uso da Invocação Intermédia neste livro publicada. Posso-vos garantir que, se o fizerdes com convicção, assistireis à libertação deste Planeta de todos os tipos de opressão num prazo de tempo muito curto.

Não quero com isto dizer que algumas dores não tenham ainda que ser sofridas antes que tal suceda. Mas, se as dores forem entendidas como sinónimo de que a libertação está iminente, por certo serão recebidas com alegria e gratidão.

Quero por último lançar um apelo à minha discípula Lúcia que, não por imposição exterior mas por decisão do seu próprio Ego, se remeteu a uma vida de clausura e de silêncio. Lúcia, minha filha, estás dispensada do teu voluntário silêncio para poderes anunciar ao Mundo o que ficou por dizer 70 anos atrás. Só tu o deves fazer, como te mandei, e essa tua revelação será a 13ª Mensagem a incluir nas próximas edições deste livro. É importante que não deixes de cumprir esta Missão.

Não vou atrasar mais, leitores amigos, a leitura atenta que ides fazer dos testemunhos que se seguem.

Em nome do Cristo que vem, lanço sobre todos vós uma bênção de Amor, de Paz, de Esperança e de Salvação.

Bem hajam,

Maria

***

GRANDES MENSAGENS PARA O MUNDO

 

1ª Mensagem

Luís de Camões

Salvé, Irmãos! A Grande Fraternidade de seres Luminosos saúda todos os homens de todas as crenças, raças e religiões, de todos os continentes do mundo inteiro!

Chegou o momento para que uma curta série de mensagens de conteúdo universal possa chegar às vossas mãos e, esperamo-lo, a uma infinidade de pessoas, galvanizadas pela energia que assim se manifesta entre vós. A Palavra, no seu verdadeiro significado, é a manifestação directa, ou melhor, é o instrumento directo, do Poder Divino. Escutai, pois, estas palavras e outras que se lhes seguirão, e permiti que elas façam germinar a Sabedoria no vosso seio, tornando-vos criadores no Serviço de auxílio amoroso a todos os homens. Permiti que elas façam nascer nos vossos corações o Amor e o prazer de ajudar que são as primeiras e principais manifestações do «Cristo em nós, esperança de glória»! Então, deixai vir a Luz que elas transportam, procurai a Sabedoria oculta naquilo que é dito, tentai sentir quão bom e verdadeiro é o que se vos transmite, a fim de que sejam vossas a Fé e a convicção. A convicção é o modo pelo qual sentireis, nas vossas emoções, que aquilo que vos faz mover veio do Alto: de muito longe mas, simultaneamente, de muito perto, porque a maior elevação existe em vós, aguardando para ser despertada.

Nesta primeira mensagem, que vos chega graças à colaboração de um irmão que, como vós, pugna por um mundo melhor, queremos incitar-vos a nunca abdicar de servir aos homens. Queremos dizer-vos que o homem verdadeiramente grande é aquele que abraça toda a Humanidade nos seus pensamentos e acções.

Pois ele sabe e sente que todos fazemos parte da mesma unidade, façamos o que fizermos, digamos o que dissermos. Todos são nossos mestres: amigos e inimigos, pensem ou não como nós, sintam ou não o que sentimos, façam ou não como nós desejamos. Com todos podemos aprender a lição da humildade e do aperfeiçoamento porque todos têm algo de positivo a mostrar-nos, e todos podem fornecer-nos ocasião para progredir. É isso que estamos todos a fazer: progredir. O universo progride, as constelações, os sistemas solares, os planetas, os homens ou os anjos, os animais, as plantas e os minerais, tudo progride.

A Lei da Evolução assim o exige, e a Providência, que se mostra na actividade de legiões de seres luminosos que auxiliam o progresso evolutivo de outros seres menos evoluídos, zela para que cada qual tenha a sua oportunidade de evoluir e ajudar outros a evoluírem. O santo dos tempos modernos é o homem que sabe manifestar Amor (e o Amor ajuda, move, alimenta toda a Evolução) em todas ocasiões: ele guia o seu automóvel com Amor, aguardando o momento de passar, ou cedendo a vez, ou tolerando com calma e compassivamente os erros dos outros, ou deixando passar um peão; ele sente um prazer que só as consciências tranquilas sentem, quando espera o carro e não empurra nem acotovela ninguém, sabendo que assim irradia energia benéfica; ele sorri perante a maledicência, e diz sempre: “talvez seja verdade que ele (a) fez isso, é mais caridoso não lhe enviarmos esse pensamento negativo»; ou: «talvez seja verdade, mas eu tenho como certo que ele já fez coisas boas».

Irmãos, vimos dizer-vos que nos dias que, agora, aqui, neste e noutros países, e mundo, estais perante uma maravilhosa oportunidade de evoluir e servir. Aproximam-se tempos conturbados que servirão para que afirmeis a vossa coragem e o vosso amor. Disso falaremos noutra mensagem. Contudo, queremos dizer-vos que a primeira coisa a aprender, no serviço do Amor, é o valor do pensamento e da Sabedoria. Por isso, deveis vigiar o vosso pensamento e treiná-lo, evitando pensamentos negativos mas, principalmente, cultivando a leitura de bons autores, pensando muito por vós próprios e, sobretudo, pensando naquilo que é belo, positivo, caridoso, construtivo. Vale mais construir uma virtude do que criticar mil defeitos, e vale mais construir um pensamento bom do que combater mil pensamentos maus para os quais não temos alternativa.

Quem pensa correctamente ama melhor; e  quem admirará tal coisa?

Deus criou o Universo pela força da Sua Mente Infinita, do mesmo modo que os grandes Mestres, como Cristo, criam religiões ou ciências pela força das suas mentes consagradas ao Serviço da Humanidade e inspiradas pelo Divino que há neles próprios e em toda a parte. Pois bem, irmãos, o pensamento é uma formidável força criadora que nós não sabemos valorizar porque os seus efeitos demoram muito tempo a manifestar-se. Contudo, o Buda e o Cristo, e outros grandes Mestres da Humanidade, têm influenciado, com o seu pensamento, milhares de anos de História e milhares de milhões de homens. E vós? Não podereis influenciar a vossa vida, ou a dos vossos amigos, ou da empresa onde trabalhais, se pensardes correctamente, criativamente, procurando construir sempre? Garantimos-vos que sim.

A maledicência, a preguiça mental, a crítica, a intolerância ou a esperteza feita para conquistar o nosso mesquinho interesse expandem energia negativa, invocam os seres das trevas, são destrutivas; mas o importante é que pensemos bem, que encontremos o lado positivo de todos os seres, para nele pensarmos, expandindo luz, invocando os seres da Luz amorosa, construindo um mundo novo.

Irmãos! Pedimos-vos, mas não tanto que gasteis a vossa energia a lutar Contra o mal; então, o Bem crescerá até ao ponto de preencher toda a vossa vida. Pensai no Bem, e trareis o Bem à Terra; e pensai em Cristo, pois em breve Ele virá à Terra!…

Saúdo-vos, irmãos, falando por todos aqueles que, mais e menos elevados do que eu, comigo estão na luta pelo Bem.

Luís de Camões

***

2ª Mensagem

Vasco da Gama

Sou grato, irmãos, pela possibilidade que me é dada de contactar convosco, a qual confirma o grande princípio da Fraternidade de todas as almas e vislumbra o radioso Futuro em que encarnados e desencarnados conviverão livremente. Que a Luz, o Amor e o Poder de Deus e dos Seus maiores representantes se derramem abundantemente sobre vós, inundando o vosso ser, iluminando as vossas mentes, enchendo os vossos corações e arrebatando as vossas vontades. Outrora, os portugueses tiveram que resolver o problema de encontrar o caminho marítimo para a Índia.

Hoje, está perante eles uma empresa ainda maior que é descobrir o caminho espiritual para a verdadeira Luz. Outrora, os portugueses descobriram novos mundos físicos. Nos vossos dias, contudo, é-vos proposta uma aventura ainda maior que é descobrir os mundos superiores, os mundos supra-físicos de Luz. Esta, irmãos, é uma proposta naturalmente colocada a todos os povos da Terra. Todavia, existe uma razão especial para que a um punhado de almas que já estiveram encarnadas em terras portuguesas tivesse sido sugerida a preparação e a transmissão destas mensagens e eu vos direi qual é.

A razão, amados companheiros, é que em Portugal, sim, em Portugal pequenino e apagado no actual concerto das nações, existe um dos principais centros mundiais através dos quais se manifestará urna nova e poderosa expansão de Luz. Existe apenas um pequeno número destes centros na Terra e, contudo, um deles está assente em Portugal! A todos nós que amamos esta nossa Pátria que erguemos e fizemos grande com sangue, suor e lágrimas, esta presente realidade espiritual enche de Alegria.

Em Portugal, está hoje encarnado um conjunto de almas das mais evoluídas entre os homens, um conjunto de almas que desde há séculos estão consagradas ao Serviço Divino e que, nesta época de viragem do nosso Planeta, baixaram à manifestação física para colaborarem na nova vitória de Cristo. Este grupo de almas, desconhecido e oculto, é o centro através do qual fluirão potentes energias que devem tocar e contagiar um outro conjunto mais alargado de almas encarnadas em Portugal, as quais também já se destacam pela sua nobreza. E este conjunto expandir-se-á em círculos ainda mais alargados.

Eis, portanto, porque todos vós sereis chamados. Digo que sereis chamados mas isso não significa que vos irão bater à porta, dizendo-vos: «segui-nos!». Não, o chamamento devereis senti-lo dentro de vós quando começarem as radiantes boas-novas que se aproximam. Porque, irmãos, eu posso-vos assegurar que em breve, num amanhã muito próximo, se anunciarão luminosas realidades, daquelas que só surgem de milhares em milhares de anos.

E vós, portugueses, vós sobretudo, que estais já despertos para a causa do espiritualismo, tendes o dever e a responsabilidade de a elas aderir de alma desperta, e coração e mente abertas. Por isso, irmãos, vos pedimos que estejais atentos e preparados. Redobrai o vosso esforço, intensificai o vosso Amor e procurai aprender sempre e cada vez mais, para mais facilmente e melhor serdes tocados e vos constituirdes instrumentos da Nova Luz que vem. Deveis amar muito, sim, mas não com um Amor desarrazoado e simplista.

Reparai que digo «Simplista» e não simples», porque o Amor deve ser simples mas não simplista. Procurai um Amor que possa ser poderoso e iluminadamente dirigido, porque mesclado com Sabedoria. Buscai, pois, a Sabedoria. Não a vã Sabedoria dos homens, que é «loucura aos olhos de Deus», conforme disse um grande Mestre quando foi São Paulo; mas sim a Sabedoria, a Ciência viva das coisas do Espírito e de Deus.

Sede ambiciosos nesta busca, erguendo os olhos para horizontes mais amplos, saindo da repetição banal das coisas que já sabeis. Procurai sempre novas perspectivas, novos ensinamentos e mais Luz, a fim de que, quando a grande hora chegar, junteis a vossa pequena Luz Àquele Cujo Ser é Luz. Apressai o vosso caminho para o Alto, desligando-vos dos ilusórios freios da matéria.

Que estejais preparados para receber a Nova Luz que vem ao Mundo e que Ela penetre profundamente até ao íntimo das Vossas almas; que nestas cresça cada vez mais o apelo que clama «vinde, Senhor Cristo!»: e que possais vir a colaborar conscientemente na Nova Vitória de Cristo, são os votos deste vosso irmão que vos ama.

Vasco da Gama 

***

3ª Mensagem

Fernando Bulhões

Queridos Irmãos, Espiritualistas de Portugal e do Mundo:

Sou aquele que muitos conhecem por Santo António de Lisboa. De facto, numa de minhas diversas encarnações, desci ao mundo físico num dia 14 de Agosto, pouco importa em que ano, neste caso, pois os homens discutem esse aspecto, sem se deterem no importante, como frequentemente acontece. Um dia sabereis com mais profundidade a importância que tem o dia 14 de Agosto para Portugal e para o Mundo. Por isso, foi programado o meu nascimento para esse dia, não pela minha importância pessoal, que nenhuma era, nem é, mas sim pelo enquadramento da missão que me trazia, da qual poucos hoje terão conhecimento.

No cumprimento dessa missão, viajei por vários países e tive a rara ventura de conviver e servir com esse Grande Ser que na época dava pelo nome de S. Francisco de Assis, hoje um dos mais elevados, sábios e amados Mestres da Hierarquia Oculta que trabalha pelo Progresso do nosso planeta e suas gentes e a quem tenho a honra de continuar a Servir de muito perto. A arte popular e religiosa faz representar a minha imagem com um livro na mão esquerda e com o Menino Jesus sentado sobre esse livro, ambos apertados contra o coração. A lenda popular atribui-me dotes casamenteiros.

Quero realçar esses dois pormenores que à maioria das pessoas cultas provocam um esgar de desconfiança, senão mesmo de rejeição. Pois não se está mesmo a ver que vivi doze séculos depois do nascimento do Mestre de Nazaré e que advoguei convictamente o celibato? Devo dizer-vos, no entanto, que a intuição popular raras vezes, ou mesmo nunca, se engana. Pode é não compreender em toda a extensão e profundidade o significado dos símbolos que a sua clarividência vislumbra. Senão Vede: Pois é claro que eu trazia, e prezo-me de trazer, o menino Jesus permanentemente no meu peito, brotando do meu coração aberto. Presença Crística em constante crescimento, símbolo do Amor, do Sacrifício e da Mediação.

Quero que seja bem visível essa presença aos olhos de quem a pode ver, para que todos façam nascer na sua própria Gruta de Belém, que é o seu centro cardíaco, rosa em botão, Graal que desponta, o menino-Cristo, presença divina em ponte para o Pai, salvação da Humanidade. E é o símbolo do Amor que nos redime e ninguém vai ao Pai senão por ELE. Pois é claro que eu trago comigo um livro maravilhoso sobre o qual se apoia o menino. Ou melhor, o menino e o livro são duas partes de um todo. Se o menino simboliza o Amor, o livro simboliza a Sabedoria, Luz da nossa Alma, uma porta aberta sobre o Reino do Eterno, do Perene, do que está para além dos efeitos e das aparências, Casa do Pai, Reino de Deus, Império das Almas Puras e das Grandes Fraternidades.

É pois o caminho do AMOR-SABEDORIA que eu quero mostrar ao Mundo, e os seus símbolos básicos foram bem compreendidos pelo bom Povo-Meu-Irmão!

E essa faceta casamenteira, que terá ela de verdade?

Que simbolizará?

O que é o Casamento, meus Irmãos?

Não será o símbolo máximo da União entre os homens?

Que maior União se pode conceber ao nível físico?

Comunhão da carne, do sangue, do intelecto, da emoção, da dor, do prazer, do trabalho, do repouso, da paternidade, da criação?

Não será a União matrimonial e seus atributos a mais perfeita reprodução, ao nível físico, da Luz do Amor e do Poder, triângulo básico da expressão divina na contraparte inferior?

Tomando esta União como base, não poderemos alargá-la em círculos sucessivos até ao infinito?

Do ponto de partida União-matrimonial não chegaremos à União omni-abarcante, casamento místico com toda a Criação e com o Criador?

É esta a minha mensagem casamenteira. E se advoguei o celibato naquela minha encarnação e naquela conjuntura, foi porque queria exprimir o Amor Total, por tudo e por todos, e parecia-me ser uma limitação a este, o comprometimento exclusivo de uma vida de casado. Nesse exagero místico confesso que errei e não recomendo tal atitude a ninguém desta época, salvo em raríssimas excepções. É, sem dúvida, mais fácil o caminho do celibato para o místico, mas não eximindo-se às dificuldades que averbam os pontos mais valiosos. É passando por elas e vencendo-as. Por isso, continuarei a interceder e a ajudar quem a mim se dirija com um pedido de União sincero e amoroso.

Sede unidos e amai-vos na Graça de Deus! E caminhai alegremente, rumo ao Amor e à Sabedoria, com os olhos postos nesse outro Cristo que há-de vir em breve, para de novo se sentar à mesa com os seus fiéis e arrebanhar a Humanidade para os destinos da Salvação. Preparai-vos todos, interior e exteriormente, para esse grande momento que se aproxima. Através de uma vida correcta, uma actividade correcta, uma visão correcta, um discurso correcto, um raciocínio correcto, uma decisão correcta, uma labuta correcta e uma meditação correcta, atingireis essa preparação, e, de mãos dadas com o Cristo, transporeis as portas do Reino. Alegria, muita alegria, porque a hora está a chegar.

Fernando de Bulhões

***

4ª Mensagem

Pedro Álvares Cabral

Irmãos! É chegada a hora das grandes revelações, prelúdio do momento pelo qual a Humanidade tem ansiosamente esperado durante os últimos dois milénios. É preciso que aqueles cujos horizontes pessoais de expressão espiritual se encontram já libertos dos grilhões dos dogmas e do sectarismo sejam a guarda avançada da multidão que vai formar em redor de um Grande Mestre que em breve se vai revelar ao Mundo.

Quisera Ele descer com o conhecimento e apoio das Igrejas, mas tal, infelizmente não é possível, já que as pedras vivas andam arredadas de tais edifícios, residindo algumas isoladas na sua desilusão dos colectivos estácticos, e outras no seio de pequenos grupos de livres-pensadores, de ocultistas, de espiritualistas em geral. Por isso, foi decidido fazer espalhar as revelações primeiras entre estes grupos e essas pessoas.

A forma deste pequeno País chamado Portugal obedeceu a desígnios altíssimos das Forças Ocultas que velam pela evolução planetária. Para não entrar em pormenores e compartimentações que, por agora, só causariam confusão, dir-vos-ei somente que essas Forças são geralmente apelidadas de «GRANDE FRATERNIDADE BRANCA».

A ela pertencem elementos encarnados e desencarnados, desde os mais valiosos estudantes da Sabedoria Universal. A ela pertencem, ou com ela colaboram, embora disso não tenham conhecimento consciente, muitos de vós, Irmãos que me ledes neste momento.

Os desígnios que presidiram à formação de Portugal, País que geograficamente não tem fronteiras plausíveis, mas que se mantém uno e independente dentro delas há mais tempo do que qualquer outro País europeu, são de ordem transcendente e espiritual. Portugal foi criado para ser o porta-chaves do Quinto Império. Na sua formação, foi determinante a acção dos Templários, Ordem então detentora dos mais preciosos segredos ocultos e instrumento da Grande Fraternidade Branca e da sua Hierarquia, nome que se atribui ao escol de Altos Iniciados, ou Irmãos Maiores, ou Mestres da Sabedoria que a governam. Ao longo da sua História foi palco do desenvolvimento do Grande Plano que presentemente se aproxima do seu ápice espiritual tendo tido a expressão física mais saliente na Época dos Descobrimentos. No período dessa incomparável Epopeia, destaco pelo relevo material e espiritual que contêm, os dois objectivos fulcrais: a abertura da via directa para a Índia e a descoberta do Brasil.

Na primeira, caberia aos Portugueses dar o passo inicial, para depois cederem o lugar aos Britânicos, seus aliados em todos os planos de manifestação, a quem estava destinado o prosseguimento do Plano reservado ao aprofundamento dos laços entre o rico Oriente e o Ocidente Europeu. Aprendi que em tudo existe uma faceta e um motivo oculto, pelo que, quando digo rico Oriente, refiro-me, não às especiarias, tecidos, pedras preciosas e outros bens materiais, mas à riquíssima tradição e conhecimento espiritual que aí se encerravam desde há milénios e que era necessário que fossem divulgados e absorvidos nesta parte do Mundo. Foi, portanto, dada aos Britânicos a tarefa de trazer a rica tradição do passado Oriental para a projectarem no presente Europeu.

Coube aos Portugueses a Grande Missão que principia onde termina aquela: a de pegarem no presente Europeu, enriquecido com o passado Oriental, para o projectarem no futuro Brasileiro, centro da circunferência que conterá a Humanidade do Terceiro Milénio, Pátria onde se tornará urna palpável e maravilhosa realidade o Quinto Império, o Império Espiritual. Coube-me a mim, humilde Discípulo, o papel de ser o instrumento que oficializou os dois actos mais significativos da passagem que acabo de descrever, embora pela ordem inversa e com uma distância temporal de quase 500 anos.

No ano de 1500, encarnado com o nome de Pedro Álvares Cabral implantei no Brasil o Padrão da Coroa portuguesa, abrindo o Caminho do Futuro. No ano de 1947, encarnado com o nome de Gandhi (2 de Outubro de 1869 – 30 de Janeiro de 1948), negociei o fim do domínio Britânico sobre a India, lido que já estava o Livro do Passado. A Missão material dos Portugueses no Brasil está há muito cumprida. Começa agora uma Missão de um teor infinitamente mais elevado e da qual mal se vislumbram os contornos. É preciso que todos vós, espíritos abertos ao Progresso e ao Amor, colaboreis em tão maravilhoso Plano. Para tal vos convoco solenemente. Bem hajam!

Pedro Álvares Cabral

***

5ª Mensagem

Gago Coutinho (Gualdim Pais)

Em nome de Cristo, Mestre, Guia e Pastor de todos nós, em nome da Nova Era que alvorece já nos corações puros e nas mentes iluminadas, em nome da imperecível Fraternidade dos Filhos de Deus, saúdo-vos, irmãos! Ao dirigir-me agora em particular aos espiritualistas de Portugal, que me seja permitido evocar a minha ligação secular à mesma Pátria de que sois filhos. No seu solo terreno encarnei por quatro vezes: primeiro, na figura de Gualdim Pais; pouco depois, sob a personalidade de Afonso Domingues; logo a seguir, com o nome de Diogo Cão; e séculos mais tarde, na minha última existência terrena como Gago Coutinho. Embora sem cair num separatismo que não pode já ter lugar nos nossos dias, não posso, pois, deixar de sentir uma ligação profunda e vibrante à mesma Pátria de que sois igualmente parte. Revelando-vos algumas das minhas encarnações, fi-lo com vários propósitos, um dos quais é permitir apresentar imagens que sintetizam simbolicamente grande parte do que vos tenho para dizer.

O nosso grande irmão Pedro Álvares Cabral, que me antecedeu na transmissão desta série de mensagens falou-vos já um pouco sobre a importância do Brasil na nova civilização e na nova espiritualidade. Séculos atrás, aquele irmão, sulcando os mares, dominando as águas, que significam, em toda a simbologia oculta, espiritualista e religiosa, as instáveis ilusões materiais, chegou a Terras de Vera Cruz, firmando um primeiro e fecundo traço de união. Passados quase quinhentos anos, coubera-me a mim (que nada, em comparação com ele, sou) e a um outro irmão, atingir o território brasileiro mas agora por outra via. Tratou-se, então, de uma ligação por ar que é símbolo da intuição e da liberdade do espírito que voa ao encontro das sublimes paisagens do Reino de Deus. Devendo vós saber que o plano físico não é mais do que o reflexo onde se manifestam as vontades, os propósitos e as causas originárias dos planos espirituais, não vos parecerá por certo estranho que nesse facto possamos encontrar um significado que é importante a vós conhecer.

Na verdade, irmãos, a ligação de Portugal ao Brasil, Coração do Novo Mundo e Pátria do Evangelho Eterno que, de novo, vai ser proclamado, tem que continuar a existir e cada vez mais, até que o Pai e o Filho sejam um só, como Cristo é uno com o Pai. Essa ligação, todavia, prezados amigos, não deve agora ser basicamente terrena e formal mas sim em espírito e em fraterna colaboração de esforços, a redenção do planeta; não é tanto união de corpos mas, sim, união de almas e de vontades. Aqui em Portugal abrigou-se a semente da Árvore do Futuro que ora brota do solo brasileiro e cujos frutos de Amor e Saber Divinos alimentarão a Humanidade do Terceiro Milénio.

As imagens simbólicas que nas encarnações que vos apresentei permitem recolher não acabam contudo, por aqui. Se como Diogo Cão eu viajei só por mar, mais tarde, como Gago Coutinho, numa volta mais alta da espiral evolutiva, coube-me também viajar já pelo meio mais rápido e livre, mais espiritualizado do ar. Também em vós irmãos, este simbolismo se deve tornar em realidade. Vós devereis agora passar dos interesses mais ligados às coisas da aparência para a superior vida espiritual. Não vejais nisto apenas uma sugestão de desapego das coisas mundanas. De facto, o que vos quero transmitir é mais vasto e ambicioso. Vós devereis igualmente, nos vossos esforços espiritualistas, tentar passar dos interesses mais imediatos e visíveis para voos mais ousados nas realidades superiores. Necessitais de procurar concepções mais elevadas na mesma direcção mas em planos mais altos do que aqueles em cuja repetição talvez estejais estacionados. Necessitais de não vos aterdes apenas em mais e sucessivas comprovações de existência de vida além do que, erradamente, chamamos morte. Essa é, sem sombra de dúvida, uma verdade importante e digna de ser proclamada aos que não a aceitam. Mas a quem já a conhece e dela se convenceu indiscutivelmente, não são precisas mais comprovações. Diferentemente, tomando essa e outras verdades espirituais como ponto de partida, deveis lançar-vos em estudos e, sobretudo, em serviços mais profundos.

Eis, portanto, que vos proponho que não basta ir uma vez por semana a um qualquer Centro ouvir o que outros dizem ou repetir as mesmas coisas. Deveis pensar por vós próprios, tentando fazê-lo sempre mais profundamente e alcançar mais Sabedoria em Espírito pois quem mais longe avançar na Sabedoria das coisas de Deus mais poderosa e sabiamente pode ajudar os seus irmãos. Deveis, também, a par dessas actividades a que possais já comparecer, formar grupos mais pequenos (contudo, mais homogéneos e decididos) em que, através do estudo de concentrações, de meditação e de orações, procureis ajudar a evolução da Humanidade. Eu peço, nomeadamente, que em vários Centros espiritualistas ou em grupos mais restritos, estudeis, comenteis e gloseis cuidadosamente as linhas e as entrelinhas deste conjunto de mensagens, tal como igualmente devereis estudar com profundidade outras obras de Sabedoria Espiritual.

Mas, sobretudo, como simples porta-voz do Alto, de Seres que sabem e podem muito mais do que eu, peço-vos que pratiqueis cuidadosamente a psicografia ou escrita inspirada. Essa prática, porém, e de novo volto à passagem das coisas mais aparentes para mais ousados voos no Reino das realidades espirituais, deve procurar obter não propriamente instruções banais referentes a coisas ocasionais, aos vossos pequenos problemas pessoais ou a assuntos já conhecidos. Pela elevação da vossa Consciência, podereis capacitar-vos para receber instruções de interesse geral, portadoras de algo de inovador simultaneamente correcto. Há uma imensidade de coisas, de assuntos e de progressos a transmitir do Alto e que o não são na quantidade desejável por falta de quem queira e seja capaz de os receber. Daí que, em muitas latitudes, este apelo esteja a ser repetido, acompanhado deste aviso: mais facilmente alcançareis mensagens de teor elevado pela Via de registo escrito de imagens, ideias e palavras que surjam nas vossas mentes por transmissão psíquica, do que pelo meio de manifestação mais material da escrita automática ou mecânica. Se bem que esta não seja uma regra absoluta, ficai certos de que é aplicável a uma enorme percentagem de casos. Creio já haver dito o suficiente e rogo apenas que o possais captar e pôr em prática para, desse modo, colaborardes na obra redentora de Cristo, que dentro de poucos anos mostrará a Sua Face aos homens, para os elevar no caminho que conduz a Deus.

Vosso irmão na Luz de Cristo,

Gago Coutinho (Gualdim Pais)

***

6ª Mensagem

Fernão Lopes

Possam estas palavras fluir como o mergulhar do mar e o sopro do vento, transportando o apelo futuro da glória passada. Saúdo em vós, herdeiros da pátria portuguesa e das suas tradições, os homens de todas as pátrias em expansão. Testemunhei, neste país, um passado glorioso; possam agora as minhas palavras fazer nascer nos vossos corações a saudade da glória por vir e das conquistas por fazer.

Noutros tempos, Portugal foi grande na luta contra os infiéis detestados porque eram diferentes mas, também, porque cobiçavam o nosso território; e foi grande em feitos guerreiros e grande na coragem perante adversários mais numerosos e aparentemente mais fortes. No entanto, levou-os de vencida, e muito se falou disso em toda a parte, pois a coragem do fraco, que derrota os fortes e vence em si mesmo o medo, o desalento e a falta de Fé, suscitará sempre admiração entre os homens.

Repetidas vezes, meus irmãos, vimos Portugal arremeter contra a adversidade nas suas mais diversas formas, fazendo-se grande à custa de ideias arreigadas, coragem e energia espiritual. Foi assim para derrotar os romanos, e Viriato teve nisso grande papel, ainda que nada tivesse feito sem os lusitanos. Foi assim para firmar a independência e expulsar os sarracenos, mas Afonso Henriques, e Afonso III e todos os outros, nada fariam sozinhos. Foi assim para que o país continuasse nosso, mas nem Nuno Álvares, nem João de Avis, nem o Duque de Bragança fariam o que fizeram, se as gentes não tivessem sentido em si o chamamento para a batalha. Foi ainda assim, arremetendo contra o medo, impulsionados pelo ideal que, como as estrelas no céu, os guiava, que os Portugueses foram à Índia e ao Brasil.

Nenhum Adamastor os reteve, pois eles tinham onde chegar. Contudo, meus irmãos, este país não teve ainda a sabedoria da constância, e às suas glórias feitas de ímpeto, coragem, boa inspiração dos governantes e força espiritual, corresponderam épocas de desventura e de fraqueza. Então, os traidores tiveram a sua tarefa. Apontá-los seria contrário à caridade; contudo sabeis detectá-los facilmente: foram aqueles que venderam, que desistiram, que negaram o espírito da nação, que ameaçaram desviá-la do seu rumo. Muitas vezes, os portugueses souberam assumir-se a si próprios e, mesmo se alguns materializaram essa traição, ela já vivia nos corações de muitos que preferiram procurar a riqueza à custa de tudo e de todos, a mostrar magnanimidade e espírito fraterno e construtivo, ou prepotência escravizadora à verdadeira entreajuda.

Fique como exemplo a acção nociva que resultou do uso, finalmente cobiçado e egoísta, curto de vistas, cego aos efeitos do ouro do Brasil ou das especiarias da Índia. Nesse tempo, as especiarias acabaram por embebedar a pátria; o ouro veio também a ser o chumbo que a fez baixar do seu pedestal.

Assim, queridos irmãos, este país, que é a nossa barca, tem sofrido glórias e desaires, altos e baixos, ou, se preferirdes, variações cíclicas, nem sempre desejáveis. O tipo de impulso a que obedecia um impulso completamente em sintonia com a época de peixes, produzia tais efeitos: um espírito cristão forte, produzindo arroubos de energia espiritual, mas expressando-se no desejo do povo, sempre impetuoso na busca do ideal, mas sempre pronto a fazer naufragar quem se rendesse à simples satisfação dos desejos, mas olhai para o vosso estado actual, aprendei com o passado e encontrai a semente do futuro que já germinou em vós: agora, já não há sarracenos para expulsar.

Também não há ouro e especiarias para cobiçar, nem há mares a conhecer. Já ninguém tem o poder de, sem mais, trair a pátria inteira. E os «castelhanos» não ameaçam integridades territoriais. Mas olhai mais profundamente. Portugal é também uma pátria espiritual, estreitamente unida, no Espírito, a todas as pátrias. Portugal, no seu interior, também a pátria celeste, terra formosa, reino divino, uma Sião face à Babel da nossa ignorância e da nossa desordem espiritual. Não esqueçais isto, como Camões não esqueceu tais reminiscências nos seus poemas, ele, que cantou como ninguém a Alma Portuguesa. Pois, irmãos, nós temos que o conquistar no nosso coração, empedernido como antigas muralhas!

Nós temos que encontrar o ouro espiritual que já pressentimos; nós temos que saborear as especiarias da mesa do Pai, no reino espiritual onde estamos sem fronteiras; nós ternos que destruir os traidores que vivem nos nossos pensamentos mesquinhos e comodistas, no nosso egoísmo e na nossa indiferença pelo trabalho; nós temos, enfim, que defender a integridade da Alma Portuguesa e afirmá-la contra tudo o que tente afogá-la ou desviá-la do seu novo caminho de glória!

Este país não tem que lamentar o passado, nem que deixar-se atraiçoar pelo actual estado de desalento e improdutividade das suas gentes. Não podemos acreditar em cânticos de fado lamentoso, que só um D. Sebastião qualquer pode, em manhã de névoa, salvar um povo indigno. A nossa glória vai ser grande, como nunca foi, porque este povo vai crescer até à altura de, já sem oscilações ao sabor do desejo mas com firme vontade e intelecto aceso, se conquistar a si próprio.

Nessa praça-forte assim levada de assalto, ele encontrará o verdadeiro tesouro, obscurecido no passado, que é a Luz Crística. Erguendo a sua taça, plena dessa Luz, ofertará ao mundo, por todos os meios ao seu dispor, a Energia vivida que já animou tantas vezes, outrora. Essa oferta, conjuntamente com a das taças repletas das almas de todas as nações, trará a todos uma verdadeira abundância, e fará da Humanidade uma só, vitoriosa contra o mal e a doença em si própria, sob o comando do Cristo que somente poderá comandar uma Humanidade digna!… Despeço-me humildemente, como um grato observador destes acontecimentos que estão já a desencadear-se.

Fernão Lopes

***

7ª Mensagem

Fernando Pessoa

«Deus quer, o homem sonha, a obra nasce». Permiti, irmãos, que nesta mensagem cite uma das frases daquela outra «Mensagem» que se traduziu no único livro que publiquei durante a minha última encarnação. Não o faço por imodéstia. Na verdade, aquela e muitas das frases que podeis encontrar nesse livro foram escritas por inspiração superior, de que fui o instrumento físico. Daí que, remetendo o mérito para aqueles que me inspiraram, não tenha qualquer inibição em vos recomendar a leitura atenta desse livro, procurando nele o sentido profundo, profético e real que, frequentemente, tem escapado no meio da infinidade de coisas sem sentido que sobre a minha obra tem sido ditas por aqueles que tudo analisam mas nada sentem. Daí, também, que vos solicite que me acompanheis no esmiuçamento daquela frase que consta, afinal dum poema dominado pela figura do maior de todos os Portugueses, o Infante Dom Henrique.

«Deus quer…» Sim irmãos, Deus tem uma Vontade, um Plano para todo o Universo, com todos os seus seres. Da vastidão incomensurável e da beleza inefável desse Plano, não podemos nós, simples peregrinos no caminho de regresso à Casa do Pai, fazer mais do que uma pequena e limitada ideia. Sabemos apenas que a culminação desse Plano Cósmico é a Alegria absoluta e a Perfeição total; e que o Bem supremo que então reinará está muito além da nossa pobre compreensão.

É para essa Glória final que todos os seres e todos os Universos (que também são seres) evoluem. Na verdade, todos nós não somos mais do que um grande exército subindo o Monte do Gólgota, abrindo caminho em luta contra as forças involutivas em nós, até chegarmos ao topo, onde crucificada seja nossa parte mais baixa, na qual se aloja a raiz do mal, ressuscitaremos para a Glória da Vida Eterna que é a nossa herança como Filhos de Deus. Então, perceberemos que todas as lutas, todas as separações, todas as barreiras entre os seres são filhas do mesmo pecado original.

E, largando as armas com que nos ofendíamos, apertar-nos-emos todos num grande abraço, cimentando pela Vida de Deus Uno e pelo Amor puro que é o anseio profundo das nossas almas. Mas este Plano que Deus, tendo esta Glória final que Ele quer para todos nós, vai-se concretizando por etapas, através de Eras sucessivas, cada uma trazendo mais avanços ao caminho que temos que percorrer.

Estamos agora no limiar de uma Nova Era, potencialmente portadora de conquistas ainda por fazer. E também para ela a Providência divina, expressão em que incluímos não só mas também os Seres que servem e tem uma Vontade e um Plano. Uma vez e um Plano que são, é certo, apenas uma cela daquele outro Plano mais vasto de que falei; mas que nem por isso deixam de ser grandiosos e sublimes. Temos agora que, avançar mais no Caminho da Luz e de volver e aperfeiçoar certas qualidades.

Porque Deus quer… «…O homem sonha…». Sim, irmãos, o homem sonha, lúcida e profunda é que os arquétipos do Plano de Deus atingem a sua compreensão. Pelo estado da mente, podemos chamar de sonho, os homens abrem o seu ser à intuição dos propósitos do Alto. As grandes coisas que são novas começam por surgir timidamente, antes de se revelarem ao mundo, nas almas daqueles que são como, de sonhar com perspectivas mais elevadas, a mais nobre aspiração do ser humano, razão por mais Luz, mais Verdade e conquistas nas realidades superiores que distancia a primeira ponte entre os Planos do mundo dos homens. É na nossa alma interior que os progressos começam a nascer, pois Cristo não estava a fazer jogos florais mas a proclamar uma Grande Verdade, quando contrapunha aos que esperavam que o Reino de Deus viesse de fora para dentro em vez de vir do interior para o exterior: «O Reino de Deus está dentro de VÓS!».

Eis pois, irmãos, que devemos mergulhar na profundidade das nossas almas e, por intuição, por conquista de Amor, por contacto íntimo com a Realidade das coisas, perceber um pouco do Plano que Deus tem para a Nova Era, a Nova Era que já está presente no mundo quando o homem sonha… A obra nasce…». E depois que sonhamos, irmãos, as nossas mentes começam a habituar-se cada vez mais às deliciosas brisas das intuições que nos chegaram. Desses sonhos ou inspirações tiram as nossas mentes produtos para trabalharem e reflectirem. E, então, pode a obra começar a nascer no mundo físico.

Nasce, quando as correntes psíquicas, que criámos ao pensar nessas novas qualidades e ao desejá-las, começam a influenciar o ambiente psíquico e a assumirem nas mentes e em nós, sentimentos de outros irmãos. Nasce, quando, pela palavra, pela escrita, pelo exemplo, pela acção, damos aquilo que recebemos do Alto, ensinando, mostrando a Luz e ajudando os outros irmãos a saber também a sonhar e a fazer desses sonhos obras visíveis. É assim que o progresso se tem feito através das Idades.

Irmãos, com quem comungo a filiação do mesmo Deus que a todos dá a Vida, de que sou companheiro na viagem que nos leva ao ponto que já Cristo nos propôs, em dizer Sede perfeitos, como vosso Pai Celestial é Prefeito», com quem sou solidário na aspiração de um mundo melhor, abri as vossas almas ao sonho da Nova Era e ajudai a edificá-la no Mundo! Abri os vossos braços ao Cristo que novo há-de vir! Abri os vossos corações às boas-novas que se aproximam dizendo: «Bendito o que vem em Nome do Senhor»! Abri as vossas mentes à Luz, saí para fora dos domínios do sectarismo e, qualquer que seja a vossa escola do pensamento espiritualista uni-vos no mesmo esforço, reconhecendo e aproveitando as contribuições de todas!

Trabalhai, aprendei, sonhai e ensinai, sem nunca desanimar, mesmo se não virdes de imediato resultados espectaculares, pois conforme também escrevi, «tudo vale a pena se a alma não for tão pequena»! Seja bendito o Mestre, que, de novo, na Sua compaixão incomparável, vem trazer Luz às trevas e encher as Taças dos que buscam com o elixir da Vida Eterna, com Ensinamento Sagrado! E sejam benditos os que sonham com o que Deus quer, para que o edifício da Nova Era nasça no Mundo físico.

Fernando Pessoa

***

8ª Mensagem

Isabel de Aragão

“Queridos irmãos: Fala-vos a vossa serva Isabel que há tanto tempo acompanha o caminho deste País (PORTUGAL); venho trazer-vos novas de coisas que estão para vir e incitar-vos a nunca deixar de fazer o que puderdes para que tudo se passe em ordem.  Esta pátria, cujos reais fundamentos são já mais que milenários tem as condições para se fazer novamente grande, desta vez em Luz e inspiração. Dela partirá o anúncio formal ao mundo da vinda do Cristo com toda uma hoste de Mestres, de anjos e servidores para dar ao mundo um novo impulso (as «Novas Escrituras» estão já traduzidas nas principais línguas e espalhada por todo o Planeta). Dela também, queridos irmãos, partirá a palavra de alegria e esperança, a manter perante tempos conturbados de desastres sociais, fomes, epidemias, catástrofes naturais (parece que já estamos a viver o princípio das dores).

Como consequência do retomo das energias negativas acumuladas nos planos psíquicos, como sejam os vícios, a ambição, a impiedade, o egoísmo, a desonestidade, a corrupção, virá pois, um período de provação, que fará apurarem-se na prova do fogo as novas ideias, a nova sociedade que há-de substituir a velha que está a desaparecer, almas novas herdarão o novo mundo redimido. Digo-vos, ciente do que afirmo, que este país está já a começar a ter um papel crucial em tudo isto que afirmo, nele residindo um escol de discípulos capazes de muito fazer e muito saber. Alguns desconhecedores ainda das suas potencialidades estão entre vós.

Aqui em Portugal em fraterna comunhão com todo o planeta existe um grupo que, entre dificuldades, incompreensão e solidão, tudo está a fazer e tudo fará para que quando o Cristo chegar ninguém possa dizer: eu não sabia ou não me ensinaram a conhecê-lo, por isso falhei. Esse grupo avança já em terrenos que desconheceis. Ele está activo em níveis espirituais e o punhado de irmãos nossos que o constituem, encarnados fisicamente, luta para realizar aquilo que antevê. Eles sabem que com Cristo a quem servem tudo é possível. Contudo, sem vós e sem a vossa disposição de, em lugar de passivos, vos fizerdes activos contribuidores do Plano Divino que se realize, o país não desempenhará a parte que lhe compete. Vós podeis e deveis interrogar-vos acerca da maneira como podereis ajudar a manifestação dos desígnios Divinos. Não é digno que procureis, simplesmente, provas e mais provas, que mendigueis o contributo dos Espíritos de Luz para as vossas pequenas vidas, sem nada oferecerdes em troca. E o que podeis oferecer?

Irmãos! Seria mais fácil explicar-vos o que não podeis oferecer. Vós podeis oferecer sempre uma vontade diligente de aprender e investigar sobre as realidades espirituais; podeis também oferecer, na vida diária, o vosso amor, a disponibilidade perante os outros e uma grande alegria de viver. Não é bom que vos preocupeis apenas com as vossas mazelas corporais ou espirituais, pois assim não se cultiva a liberdade do espírito e a coragem de enfrentar os desafios a Luz da esperança renovada às vossas vidas; porque agora começa o tempo de os homens trabalharem para outros reinos da natureza, outras evoluções para todas as criaturas.

Agora é-vos dito que podeis estar entre os primeiros a instituir uma nova maneira de viver num mundo renovado pela misericórdia de Deus e acção do Novo Cristo que se aproxima do mundo dos homens. As simples preces devem tomar-se afirmações. As vossas almas trazem em si a potencialidade que, reanimada pela irradiação energética do Cristo e dos seus servidores abriria novos caminhos de serviço. Deveis aprender a não pedir nada para vós próprios mas tudo para o bem da Humanidade e de todas as criaturas que estão com ela, incluindo os irmãos do reino animal.

Deveis aprender que a energia segue o pensamento e que, se podemos já antever que os pensamentos negativos de muitas gerações desencadearam as energias que agora estão a produzir grandes provações, podemos também antever algo mais: que se todos aprendemos desde já a usar a mente para produzir energia positiva intencionalmente, muito poderá ser feito para aliviar a dor do mundo e para começar a construir-se um mundo Novo.”

Isabel de Aragão

***

9ª Mensagem

António de Oliveira Salazar

Irmãos! Foi uma maravilhosa e extraordinária concessão, a autorização que me foi dada para me dirigir a vós, neste ciclo de mensagens. Concessão maravilhosa, porque a minha estatura espiritual não se assemelha nem de longe à das insignes figuras que aqui têm vindo, deixar as suas palavras, os seus testemunhos. Concessão extraordinária, porque, ao contrário dos demais, não virei ilustrar com os exemplos positivos de uma encarnação vivida no seio do Povo Lusitano, as palavras que lhe trago. Pelo contrário, é pelos exemplos negativos daquilo que fiz, e alguns apontarei, que espero poder ser-vos útil.

Fui senhor absoluto dos destinos dos portugueses durante quatro décadas. Ninguém deve, ninguém pode ser senhor absoluto. A liberdade, o livre-arbítrio, são o dom mais sagrado que possui o ser humano. Nem o próprio Criador levanta o mais pequeno obstáculo a esse livre-arbítrio, porque é através dele que o Homem progride, evolui. Errando hoje, seguro amanhã. Receoso hoje, determinado amanhã. Um conselho vos dou, a todos, sem excepção: Respeitai integral e solenemente a liberdade de todos quantos vos rodeiam e convosco convivem.

Sede tolerantes para com os vossos filhos. Sede bondosos para com os vossos pais. Respeitai e honrai aqueles a quem servis, para serdes respeitados e honrados por aqueles que vos servem. Durante quatro décadas impedi o progresso e a modernização do meu país. Ninguém deve, ninguém pode opor uma barreira ao Progresso. O medo da mudança é uma atitude reaccionária e anti-natural. Tudo tem que mudar, tudo tem que progredir. Não pode haver sociedades estáticas. É no dinamismo que se processa a evolução e a ascensão.

Colaborai activa e voluntariosamente no progresso e na modernização da sociedade em que estais integrados. Abri as portas às novas ideias, às novas tecnologias, aos novos processos. Se é verdade que uma coisa não é necessariamente boa só por ser nova, também é verdade que, se fechássemos as portas à modernização, ainda viveríamos nas cavernas. Durante quatro décadas impedi o meu País de aprofundar ligações com outros países, tendo instituído o lema do «orgulhosamente sós».

Que monstruosidade! Afirmo-vos que a separatividade é o maior de todos os males. Ninguém deve, ninguém pode ficar orgulhosamente só. É na união, na sã cooperação entre os Homens, entre os Povos, entre as Nações, que se construirá a unidade planetária dos milénios vindouros. E mesmo quando este planeta Terra for uma só Nação, nem então ficará orgulhosamente isolado no Universo. Porque terá já construído uniões mais elevadas com outros planetas, com outros sistemas, com outras galáxias. Caminhando sempre para uniões cada vez mais elevadas até que toda a Criação se reúna com o Criador.

Durante quatro décadas defendi uma Ortodoxia Religiosa Anquilosada e Retrógrada e persegui aqueles que professavam outras crenças…

Ah, como eu errei, Irmãos! Ninguém deve, ninguém pode julgar ser detentor da verdade única sobre Deus. A casa do Senhor tem muitas moradias. Tantas quantas as religiões, as doutrinas, as correntes de pensamento. E todos os habitantes de todas as moradias são igualmente filhos de Deus, e por conseguinte, irmãos. Que me perdoem aqueles que professam hoje as ideias que eu professava então, mas, na realidade, a moradia que eu habitava era daquelas que mais necessitava de um restauro e de umas obras de ampliação, principalmente das portas e das janelas, que são os meios pelos quais se contacta com o exterior e com os habitantes das outras moradias!

Respeitai e abraçai o vosso irmão Budista, o vosso irmão Hindú, o vosso irmão Muçulmano, o vosso irmão Teosofista, o vosso irmão Rosacruciano, o vosso irmão Espiritualista de outra escola de pensamento. Tomai deles a pureza de intenções. Rejeitai o sectarismo, o fanatismo, a separatividade religiosa. Amai o vosso próximo como Deus vos ama a vós, que não conseguistes aprender este princípio durante os dois últimos milénios.

Durante quatro décadas eu fui um travão para com o meu País, não cumpri a sua verdadeira, maravilhosa e elevada missão. Mas porque Portugal está destinado a ser o traço de união entre os povos, porque Portugal será um exemplo de liberdade e de comunhão entre as gentes, porque Portugal abraçará o progresso e a modernização, e sobretudo porque Portugal abrirá as portas do Quinto Império, do Quinto Reino, e será o Espírito Santo das nações, eu não podia deixar de cumprir aqui e agora, em quatro folhas de papel manuscrito transmitidas a quem é muito mais do que eu, aquilo que em quatro décadas não cumpri. Que me perdoem os portugueses e o mundo, todos os erros que eu cometi, e são escassos os que eu enumerei. O meu exemplo é aquele que não se deve seguir. Porque não leva ao Cristo.

António de Oliveira Salazar

 *** 

10ª Mensagem

Eça de Queiroz

Meus irmãos,

Na minha última encarnação vivi, como vós agora, em Portugal. Este país representa assim um denominador comum entre mim e todos os habitantes da pequena pátria portuguesa. Pequena em extensão, mas grande na sua alma no passado, presente e futuro. No passado foi Portugal grandioso pela sua obra expansionista que contribuiu para a aproximação dos povos e foi grandioso também pelo esforço dos homens que levaram a bom termo essa nobre missão. No presente é grandioso porque, embora se encontre numa época menos próspera do ponto de vista terreno, nele existe um grupo de homens que, apesar de lutarem com os mesmos problemas com que vós lutais, se entregou devotadamente ao serviço redentor.

Na verdade, contribuem para tal da forma mais directa que humanamente é possível pois constituem um dos principais instrumentos do elevado Ser que irá abrir a porta da Nova Era que se aproxima. No futuro, Portugal será grandioso porquanto a alma portuguesa unir-se-á à alma do Brasil, centro vital da era Aquariana. Assim, pelo seu passado, presente e futuro, foi, é e será um país particularmente servidor dos propósitos evolutivos de progresso e união. Como Eça de Queirós, tive oportunidade de conhecer e reflectir sobre a alma portuguesa. Pude observar quão grandiosas são as suas potencialidades, mas infelizmente quanto adormecida ela se encontrava. Não pretendo, neste momento que é de júbilo, tecer críticas ou elogios não merecidos, mas o Portugal que eu conheci há quase cem anos, encontra-se hoje pouco diferente.

Os propósitos de serviço de um povo devem ser activos e não passivos, grupais e não individuais, altruístas e não egoístas, de amor e não de quezílias mesquinhas, de união e não de separabilidade, de perdão e não de vingança. Se reflectirem, vereis que não é de acordo com estes Princípios a quem ninguém pode enganar pois a si próprio se enganará que, embora no limiar do ano dois mil, o homem tem pautado a sua vida. Os acontecimentos que já alguns de vós (infelizmente poucos) pressentis como muito próximos vão alterar profundamente a civilização dos últimos dois milénios. A evolução precisa de todos: todos têm muito que dar para assim poderem receber. É preciso afastar para sempre a errada forma de pensar que só se dá quando se recebe (do ponto de vista do mundo visível) porque, nos planos de Deus, quem der receberá sempre e, voltando a servir, voltará a ser retribuído.

De que outra forma poderia ter sido concebido, senão de acordo com a máxima justiça, o mundo de Deus? Na sua morada habitam o amor, a compaixão e o perdão que não são mais do que partes integrantes da sua justiça. A sugestão que vos dou, para que em conjunto possamos redimir o mundo, é a de que vivais de acordo com as regras do Pai: segui-as e assim segui-lo-eis.

Esta mensagem pretende encorajar todos os que já lutam por um amanhã melhor; um amanhã de verdadeira liberdade (de autêntica Libertação). Que ela sirva também de incentivo a todos os nossos irmãos em quem ainda não despontou o desejo de servir no mundo diferente que se aproxima, para que cedo reduzam às devidas proporções as preocupações materiais e tomem plena consciência da sua real missão.

Eça de Queirós

***

11ª Mensagem

João de Avis

 Irmãos! Foi a minha comunicação seleccionada para ser divulgada ao Mundo, nesta série de doze, imediatamente antes daquela que vos trará o maior de todos os Portugueses, a qual encerrará este ciclo de Mensagens: o Mestre Henrique. Esse grande Ser que, como Rei Afonso Henriques, iniciou a autonomia e individualização permanente do Povo Lusitano e que, como Infante D. Henrique (a quem tive a honra de servir como progenitor físico), iniciou a expansão universal da Ideia Lusitana, instrumento privilegiado da exteriorização do Quinto Reino, que se consubstanciará na fundação do Quinto Império, que desponta já no horizonte.

No plano da manipulação das energias, encontram-se em afanoso trabalho, grupos de Irmãos, encarnados e desencarnados que, tanto em Portugal como no Brasil, seguem rigorosamente as instruções, cuidadosamente preparadas, pelo Mestre Henrique e sua plêiade de colaboradores e assessores. Muitos dos que colaboram fazem-no sem conhecimento consciente ao nível da mente física mas é necessário que a capacidade mediadora (em todos mais ou menos latente) seja devidamente desenvolvida para que cada vez maior número de homens e mulheres possam dar o seu contributo activo e consciente para os trabalhos em curso e para os que se aproximam. Pegando na sugestão já feita pelo querido Irmão Gualdim Pais, venho recomendar a todos que tentem essa maravilhosa e útil ferramenta de serviço e mediação que é a psicografia.

Como já foi insistentemente solicitado ao Mundo pelo Irmão Diamantino Coelho Fernandes (de cujas magníficas obras psicográficas recomendo a leitura, seria óptimo que, pelo menos uma pessoa em cada família, desenvolvesse o dom da psicografia. Haveria então em cada núcleo familiar um elemento de ligação ao Quinto Reino, o Espiritual, encarregado de retransmitir instruções e energias oriundas deste.

Terminado que seja este ciclo de Mensagens, sobre as quais deveis profundamente reflectir e divulgar por todos os meios, nomeadamente através da aquisição e oferta do maior número possível de exemplares do livro que as conterá, e será prontamente publicado, será divulgada um pequeno, conciso e prático «Manual do Psicógrafo» esquematizando os passos essenciais da auto-aprendizagem da mediação psicográfica. Até lá deveis simplesmente retirar-vos para um local sossegado, abstrair-vos de preocupações mundanas e, após focalizardes a vossa atenção mental nas zonas superiores da consciência, pronunciar com convicção concentração a «Fórmula de Protecção», publicada como apêndice a esta Mensagem.

Depois, pousai a vossa caneta sobre uma folha de papel branco sem linhas e esperai. Se a vossa propensão for ainda para a escrita automática, o vosso braço começará a mover-se e as palavras surgirão no papel sem que disso vos apercebais. Se, pelo contrário, a vossa propensão for para a escrita inspirada, essas mesmas palavras e frases surgirão na vossa mente e passá-las-eis conscientemente à linguagem escrita.

É essencial que afasteis completamente de vós as ideias egoístas, de carácter pessoal, fazendo antes uma afirmação de intenção de serviço de carácter universal, em prol da Humanidade globalmente entendida. Abstendo-vos de fazer qualquer tipo de perguntas limitando-vos a ser receptores das instruções que, para bem da Humanidade, o Quinto Reino haja por bem fazer transmitir através de vós.

É inestimável o serviço que prestareis se acaso (e quando) tiverem sucesso as vossas tentativas. Até ao pleno estabelecimento do Quinto Império, em que encarnados e desencarnados se comunicarão directa e universalmente, porque terão sido removidas as barreiras que (aparentemente) os separam, será pela via da psicografia que as grandes comunicações e contactos se farão.

E está para breve o regresso do Cristo. A Humanidade anseia pela Sua manifestação e pelo maravilhoso reencontro do rebanho com o seu Pastor. Compenetrai-vos bem da importância desta afirmação e crede que a concretização de tal regresso depende, em grande medida, da amplitude do apelo de todos nós a esse regresso. Por isso foi compilada uma importante oração, a «Invocação Intermédia», publicada também no fim desta Mensagem, que deveis dizer com ênfase e intenção, pelo menos três vezes ao dia: ao alvorecer, ao meio-dia e antes de vos recolherdes. Foi-lhe chamada «Intermédia» por dois motivos principais:

  1. Porque é dirigida por vós, intermediários entre a Humanidade e o Cristo, a ele Filho, que é intermediário entre vós e o Pai.
  2. Porque é a oração intermédia entre todas as orações anteriores e uma outra, a «Invocação Maior», que será divulgada ao Mundo na altura da manifestação do Messias da Nova Era.

De todos vós é conhecido o poder da oração. A presente foi concebida pelos Irmãos desencarnados, sob orientação superior, segundo uma fórmula perfeitamente adequada à utilização por toda a Humanidade, tendo em vista a consecução do melhor efeito magnético e vibratório conducente ao reaparecimento do Cristo.

Quero endereçar um especial pedido a todos os Irmãos de Portugal e do Brasil: Nos dias 13 de Maio, Agosto e Outubro estejam em sintonia vibratório com todos os Discípulos da Sabedoria Oculta e também com os crentes de todas as religiões, nomeadamente com aqueles que se encontrarão reunidos em Fátima orando por um futuro melhor, pronunciai a «Invocação Intermédia» 12 vezes, num pungente apelo ao regresso do Cristo. Contai sempre com a colaboração deste vosso irmão que espera ansiosamente pelo desenvolvimento das vossas capacidades mediadoras e psicográficas para, também através de vós, fazer chegar ao Mundo a certeza da vida eterna e a esperança na redenção pelo Cristo em nós e connosco.

João de Avis

***

INVOCAÇÃO INTERMÉDIA

Ó Cristo, ó nosso Irmão!

Recolhe as emanações incipientes da nossa vontade, dos nossos corações, da nossa actividade!

Emanações que procuramos tornar mais perfeitas. Cada dia, cada hora, cada minuto!

Elas contêm um apelo ao teu rápido regresso e também uma promessa de colaboração integral e consciente na Tua Obra, no Teu Plano, no Teu Amor, que são para nós e connosco devem contar.

Por isso Te afirmamos que esconjuramos o Mal e que por Ti esperamos para Te saudar em glória!

Estamos contigo, ó Santo!

Estamos contigo, ó Redentor!

Estamos contigo, ó Cristo!

Aleluia!

FÓRMULA DE PROTECÇÃO

Ó Senhor da Luz Universal! Permite que o Serviço mediador que me proponho fazer, seja cumprido sem interferências oriundas de dentro ou de fora de mim!

Permite que os nossos Irmãos caídos na sombra sejam mantidos fora do círculo em que se polariza a minha mediação!

Como penhor das minhas intenções prometo solenemente manter o anonimato consciente que estou da minha função de mero instrumento ao Serviço da Luz!

Com a Luz EU SOU!

Na Luz EU SOU!

De Luz EU SOU!

***

AFONSO HENRIQUES

12ª Mensagem

Henrique

As minhas palavras são de gratidão. Gratidão, em primeiro lugar, para as almas ilustres que transmitiram as mensagens que esta antecede, irmãos que comigo ajudaram a criar e a engrandecer a bem-amada Pátria Lusitana, que trago ainda no meu coração; que a ela vieram em épocas de crise para inverter o seu rumo, em épocas de glória para aumentar o seu fulgor ou em épocas de trevas para iluminar o Futuro. Eles vos trouxeram o perfume, a cor e o som das qualidades grandes que todos têm, mostrando-vos um pouco do radiante Futuro que se abre a todos os homens. E faço questão de repetir as qualidades que todos têm porque mesmo aquele que humildemente veio reconhecer os erros e as faltas que teve na última encarnação — e sem dúvida os teve, igualmente teve e sobretudo tem méritos, qualidades e virtudes. Gratidão, em segundo lugar, para o conjunto de irmãos de que nos servimos para transmitir estas mensagens. Eles são um exemplo de entrega e receptividade aos impulsos do Alto, exemplo esse que em todos desejamos ver efectivado para que, na grande messe do Senhor, não faltem os trabalhadores que se fazem necessários à realização do Seu Plano de Amor, Luz e Alegria.

Gratidão, finalmente, para os destinatários destas mensagens, aqueles a quem viemos servir para que, por sua vez, possam eles também servir cada vez mais e melhor. Deus permita que estas palavras que vos estamos a dirigir toquem bem fundo nas vossas almas e encontrem tradução nas vossas condutas. Deus permita que o sonho da Nova Era, cujas primícias vos oferecemos torne repleto o Cálice do vosso Coração e vos dê ânimo e vontade para serdes Guerreiros da Luz, Combatentes activos do Bem, Servidores consagrados do Plano de Deus e do Seu Cristo. Deus permita, enfim, que os portugueses e portuguesas dos nossos dias sejam dignos dos seus Egrégios Avós, de alguns dos quais estais a ouvir a voz e que, fazendo cada um a sua parte, permitam que se cumpra Portugal, na missão que lhe foi indigitada na Nova Era que está a nascer.

A Pátria Portuguesa é como um Templo erguido pela Fé, pela Coragem e pelo Amor dos seus Grandes Sacerdotes. Tal Templo, porém, está hoje ocupado por vendilhões, por irmãos nossos, de várias crenças e quadrantes ideológicos, que têm em comum nada terem percebido da Alma Portuguesa e que, por isso, aqui fazem comércio de vícios, de baixezas, de ideias pervertidas e de sentimentos indignos. É preciso que, como o Cristo (que vai voltar em breve) fez em Jerusalém há dois mil anos, os «expulseis», a eles os ignoras, os cegos, os profanadores do Sagrado. Expulsai-os não por ódio, por violência ou por tolas manifestações de instintos descontrolados; mas ofuscai-os com o brilho da Luz que fordes capazes de receber do Alto. Fazei-o com Amor e Compaixão; mas ‘também com Coragem, Decisão e Vontade, pois ISTO TEM QUE SER FEITO!

Só quem sabe realmente pode ensinar. Só quem vê o Caminho, o Caminho de Deus e não os atalhos do mundo tem o direito de conduzir outros homens. Os Caminhos de Deus levam à Ascensão, os atalhos do mundo levam à queda, à decadência e ao desastre!  Surpreendem-vos estas palavras? Julgai-las demasiado voluntariosas e ousadas? Irmãos! Esta é a época das palavras e das atitudes fortes! Não é tempo de violinos e de harpas, de doces e ilusórios embalos na convicção de que tudo está bem no mundo dos homens. Não, irmãos! Este é o tempo dos sinos tocando a rebate, chamando os Fiéis para a batalha! Este é o tempo das trombetas a anunciar o desfraldar das bandeiras dos Guerreiros da Luz! Esta é a hora de reunir os exércitos do Senhor pois a Vontade de Deus impõe que os castelos das trevas têm de ser conquistados e o mal, a ignorância, o ódio, o pecado e a dor varridos da Terra!

Mas como os conquistaremos? Eu vos digo, amados irmãos: com Sabedoria, com Poder Espiritual, com Harmonia, com Ordem interior, com Misericórdia, com todas as qualidades superiores e, sobretudo, com muito Amor! Este Amor, todavia, não é o Amor passivo e quase neutro dos preguiçosos. É o Amor forte, activo, voluntariosamente generoso, sabiamente distribuído e superiormente iluminado. É o Amor suficiente, grande e transbordante para impedir que os lábios fiquem calados e as mãos paradas, quando as verdades sublimes do Reino de Deus têm que ser anunciadas, manifestadas, EVIDENCIADAS A TODOS!

Ai daqueles que se opõem ao Plano de Deus colaborando com as Trevas pois estarão adiando a hora do regresso ao Pai. Mas ai também daqueles que, tendo a possibilidade — logo a responsabilidade — de serem activos no verdadeiro Serviço, forem passivos, negligentes e preguiçosos! A estes se aplicam as palavras de Cristo: «Quem não é por Mim é contra Mim!».

Não tenhais medo, porque os servos de Deus afirmam-se pela sua coragem. Vós precisais de coragem para combater o mal, através da afirmação do bem. E quanto a isto, ficai sabendo que o medo é egoísmo!  Vós precisais de coragem também, porque os próximos anos serão conturbados e plenos de transformações, algumas bem dolorosas. Mas a dor não vem pela dor, pois, passado esse Cabo das Tormentas, vereis que ele era afinal o Cabo da Boas Esperança, para além do qual se abre o caminho para o Reino de Deus…

Permiti agora que fale um pouco da Minha profunda ligação à Pátria Portuguesa e, por favor, acompanhai-me na explicitação que ao mesmo tempo farei da verdadeira História oculta de Portugal. Muito do que direi sobre essa História, felizmente, foi já intuído pelos dois maiores poetas portugueses (Pessoa e Camões) e, bem assim, por vários outros investigadores passados e contemporâneos. A última palavra, no entanto, ainda não foi dita nem tão pouco o poderíamos fazer hoje.

Séculos atrás, no cumprimento de planos previamente acordados com o sublime Mestre Jesus, encarnei, como Afonso Henriques, com a incumbência premente de dar nascimento físico e objectivo à Pátria Portuguesa.

Estava essa nação, de acordo com esses planos, destinada a desempenhar na evolução planetária valiosas missões, aparentemente físicas mas realmente de âmbito muito mais elevado e que haveriam de servir de base à Nova Era de Universalismo e Comunhão. Foi, pois, com honra e alegria que aceitei ficar como iniciador e representante perante o Alto dessa Pátria, então ainda por nascer no mundo físico. Para com Ela colaborarem, desde logo se ofereceu um notável número de Entidades, algumas de nobre estirpe, incluindo alguns Apóstolos de Jesus, alguns Cavaleiros do Santo Graal e vários santos, filósofos e artistas (naturalmente refiro-me a passadas encarnações dessas almas).

Os sacrifícios (para mais na minha limitada condição humana) que, como Afonso Henriques suportei, são impossíveis de descrever. Mas, mais forte que todas as provas dolorosas ou que todos os excessos de uma época de costumes violentos e rudes, havia em mim uma voz que me impulsionava, irresistivelmente, a tudo suportar e a tudo vencer. Essa voz era a Vontade de Deus e do Plano dos Seus Representantes. E o Reino de Portugal nasceu. Porque Deus quis!

Passaram-se os séculos. O Reino que tinha fundado foi crescendo e ganhando formas mais definidas e credíveis, graças aos esforços, à vontade e à visão de reis como Sancho I, Afonso II, Pedro e, sobretudo, Dinis (este com o privilégio da companhia de sua grande esposa Isabel) e de vários outros homens. Em Fernando, último rei da primeira dinastia, sussurravam já os propósitos de ir mais longe mas o tempo não era ainda chegado…

Foi então que um punhado de homens grandes: João de Avis, Nuno Álvares Pereira, João das Regras, Álvaro Pais, num exaltar de Coragem e de Força predestinadas despertaram as energias íntimas da Alma e do povo português e viraram um país a morrer num país revigorado e cheio de vontade de crescer.

Deu-se nessa altura o casamento entre o rei D. João I e Filipa de Lencastre, símbolo da ligação entre as Ilhas Britânicas e Portugal, fundamentada no Santo Graal que lá se ocultou da profanação no início da Era de Peixes e que aqui se fará de novo visível nos alvores da Era de Aquário. E, dessa união, abençoada do Alto, entre Galaaz (João), o esforçado Cavaleiro do Santo Graal e Guinevere (Filipa), que havia sido a esposa do Rei Artur, sob o olhar de Lancelot (Nuno Álvares Pereira), nasceram, nomeadamente, o Rei D. Duarte, hoje encarnado em Portugal, na figura de um conhecido pintor, o infante D. Fernando, que esteve mais recentemente no mundo físico como Fernando Pessoa (ele que tinha sido São Bernardo) o Infante D. Pedro, no Presente fisicamente encarnado ao serviço do Cristo e que havia sido Uther, o progenitor físico do Rei Artur e eu próprio, que do mesmo Artur do Santo Graal havia sido o pai adoptivo.

A hora tinha chegado para que o mar já não separasse mas unisse e a Terra surgisse redonda do azul profundo. E, sob a égide da eterna demanda e transbordância do Santo Graal, a obra dos Descobrimentos haveria de começar, para que os povos, as raças, as civilizações e as culturas se pudessem unir e para que o Homem não temesse o mundo externo. Nesse momento a Voz Interior de novo falou em mim e pus-me à frente dos lusíadas, no impulso e no comando dessa missão gigantesca, feita empresa nacional, pois tinha que ser cumprida! E menos de um século depois, o rei D. Manuel colhia os frutos das naus que como D. Dinis havia plantado e dois outros Cavaleiros do Santo Graal, Gawain (Vasco da Gama) e Parsifal (Pedro Alvares Cabral) chegava à Índia e ao Brasil fazendo a união das partes todas do mundo, de que o Graal também é símbolo. Esse triângulo India, Portugal, Brasil viria, quinhentos anos depois, a colaborar grandiosamente na obra mais bela que seres humanos já conceberam e talvez nunca o sabereis!…  Entretanto, sempre movido pela vontade de bem-fazer, rapidamente, muito mais rapidamente que a norma, havia eu reencarnado como Afonso de Albuquerque. E, lá nesse Oriente onde «nasce» o Sol, físico e espiritual, coloquei mais uma pedra na Obra unindo as raças, assegurando e impulsionando o contacto entre os povos do Oriente e do Ocidente. Os frutos dessa união ainda estão a ser colhidos! Dois séculos mais tarde, Portugal não era já tão poderoso. Mas a Obra, feita à custa da expansão da Alma Portuguesa, prosseguia ainda.

Havia que preparar o «solo» da Grande Fraternidade do Brasil, filho e irmão de Portugal e Terra Prometida do Terceiro Milénio. Na passagem do século XVII para o século XVIII, de novo encarnado, em personagem desconhecida da História profana (que vê os efeitos ou as causas próximas e não as causas reais) fiz, sob a direcção da Grande Fraternidade Branca, a magnetização e modelação do ambiente psíquico das terras de Vera Cruz ajudando-as a prepararem-se para o advento das correntes espiritualistas que hoje aí florescem: no solo preparado as colheitas são mais férteis!

Irmãos! Hoje ainda, mais uma vez, comando-vos à fundação dum Reino, o Reino de Deus na Terra! Envio-vos a descobrir novos mundos, os mundos subtis das realidades superiores e do Espírito! Incito-vos a unir os povos, as raças, as civilizações, as culturas, não já do ponto de vista físico mas sim na Luz única da Verdade Eterna, da Sabedoria de Deus! Conjuro-vos a preparar os caminhos que Cristo percorrerá na Terra!

Falei-vos do Passado, do Presente e do Futuro. Neste ressalta a grandiosa, a avassaladora, a sublime Boa-Nova de que Cristo em breve virá à Terra! Eis aqui, irmãos, algo porque vale a pena viver e lutar. Perante isto, tudo o resto, as coisas corriqueiras mil vezes já ditas e feitas tornam-se ainda mais pequenas e insignificantes. Erguei a vossa Espada de Luz, elevai os vossos corações e lutai, lutai, lutai para que o Plano de Deus se cumpra!

No Coração de cada português vive esta ânsia que se chama Saudade. Nós vos demos as primícias da Nova Era. Possam estes primeiros frutos despertar em vós a saudade do Futuro próximo e fazer-vos deitar mãos à obra, para que a colheita seja abundante!

Que a Paz esteja convosco, para que haja guerra contra as trevas!

Que o Amor de Cristo una todos os que querem servir!

Que a Luz do Senhor que vem ilumine toda a Pátria Portuguesa!

Vinde, Senhor Cristo!

Afonso Henriques

***

***

Eis, agora, a 13ª Mensagem, que a nossa divina Mãe MARIA, no Prefácio, pediu a Lúcia.

Se Lúcia a não pode ditar em vida, aqui e do Além, no-la deixa:

***

Mensagem Psicografada da IRMÃ LÚCIA, de FÁTIMA

Lúcia (de pé) na companhia da sua prima Jacinta Marto, ambas segurando os seus rosários.

Fonte: Wikipédia

***

Transcrita por:

http://blogluzevida.blogspot.pt/2015/02/mensagem-psicografada-da-irma-lucia-de.html

Irmã Lúcia:

“Passa da hora de consciencializar a humanidade no sentido de esclarecer sobre a natureza dos Extraterrestres que trabalham no Planeta Terra.

Irmãos amados:

A paz seja convosco.

Supliquei ao Pai Eterno e com autorização das Hierarquias Superiores, venho ter convosco para compartilhar deste momento sublime e alegre, de confraternização de almas superiores com almas terrestres desejosas de progredir.

Não sou mais prisioneira da Casa de Pedro. Os meus sofrimentos cessaram com o fim da vida física, pois vi-me liberta do cerceamento da palavra.

Fui impedida de dizer aquilo que a Mãe amada nos ditou de forma clara, precisa e lógica, certamente que não compreensível para nós, crianças puras, no entanto, revelações de crucial importância para o desenvolvimento moral e espiritual da humanidade.

Os erros cometidos pela Igreja de Roma, feriram profundamente os estatutos evolutivos desta humanidade, no entanto, se assim foi permitido pelo Pai Amantíssimo, é porque assim deveria ser, e esta humanidade não mereceu esforços maiores para reverter a onda de deturpação exercida pelos religiosos acerca da revelação de nossa Mãe.

Não foi o medo que calou a minha voz, foram as paredes nuas e gélidas do convento, a hipocrisia dos padres, a prepotência papal.

Não os julgo por isso, no entanto, impediram-me de realizar aquilo que foi minuciosamente programado por Mentes Elevadas.

A mim e aos companheiros infantis, foram revelados factos importantes para a humanidade, e nada relativo ao clero romano, ou aos Papas.

As revelações, muito claras e lógicas, diziam respeito ao futuro do Planeta e de sua humanidade, sobre o “fim dos tempos”, Extras e Intra-terrenos.

Porém, hoje compreendo, que pequenina qual sou, não poderia impedir a força poderosa das Trevas de abortar o Projeto da Luz; se Jesus foi crucificado, quem sou eu?

Apenas uma humilde serva, pronta para mergulhar novamente na carne e levar a tarefa de divulgar aos irmãos de humanidade as revelações extra materiais.

Infelizmente não há tempo, pois o trabalho de “Transição Planetária”, o Projecto Terra, está na fase final. Porém, alegra-me sobremaneira encontrar criaturas irmãs, como vós, que tomadas de coragem e fé, cumprem as tarefas de divulgar aquilo que eu fui impedida de falar.

Que Deus vos abençoe a todas vós, e que Maria nossa Mãe amada, vos proteja.

Lúcia”

***

(Da Revelação de Fátima – Vitória, ES – Brasil

Agradecimento: Eduardo N. Ribeiro

Lúcia de Jesus Rosa dos Santos, freira da Ordem das Carmelitas Descalças, conhecida no Carmelo como Irmã Maria Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado é reverenciada pela maioria dos católicos portugueses simplesmente como Irmã Lúcia, foi, juntamente com os seus primos Jacinta e Francisco Marto (os chamados «três pastorinhos»), uma das três crianças que viram Nossa Senhora na Cova da Iria, em Fátima, durante o ano de 1917. (Fonte: Wikipédia).

Reblogado do Web Site Verdade Mundial.

Link desta mensagem:

http://verdademundial.com.br/irma-lucia-foi-calada-pela-igreja-romana-e-faz-revelacoes-sobre-o-fim-dos-tempos-e-os-extra-e-intra-terrestres

***

ELUCIDANDO

(Todos trouxemos algo de divino para aqui realizar)

 

De facto, algo, nas Pessoas, está muito errado.

Uma Pessoa Humana é um Ente Divino (Espírito) Encarnado num corpo físico, de carne, por a Encarnação ser a única coisa que DEUS nos obriga a viver, já que, dessas Encarnações depende a nossa evolução espiritual, dado termos sido por ELE criados na condição de Simples, Livres e a Ignorar o Ser que somos.

Esta ignorância é congénita e, portanto, natural. DEUS criou-nos assim, e não se deve discutir a Vontade de DEUS.

Tomemos como exemplo dessa ignorância a Pessoa de Saulo de Tarso. Saulo era Doutor da Lei e seguia as orientações vindas de Moisés, quando o cristianismo começou a ser oferecido e recebido pelas Pessoas daquela região da Terra.

É sabido que Saulo não aceitava esse cristianismo e, vai daí, encetou toda uma luta contra esse novo movimento espiritual/religioso.

Quando Saulo de Tarso, conjuntamente com os seus homens se dirigia para a cidade de Damasco para dar guerra a esses cristãos, aconteceu algo que o fez mudar radicalmente de pensamento e posição.

Ouviu a Voz de JESUS e viu a Sua Luz, ficando temporariamente cego.

Reparem: bastou a Saulo de Tarso ouvir JESUS e Ver Sua Luz para alterar completa e radicalmente a sua posição e atitude, como dissemos.

Porquê?

Porque Saulo de Tarso tinha vindo a essa Encarnação para fazer algo de muito específico, como faria com o nome de PAULO, mas, dada a sua ignorância congénita, os seus Véus Caídos, não se lembrava disso e pensava, seriamente, que devia combater esses cristãos.

Ao ouvir JESUS, DESPERTOU, e o Mosaico Doutor Saulo de Tarso morre para dar lugar ao Cristão Doutor Paulo de Tarso, o Grande Apóstolo dos Gentios, e hoje o Mestre Ascensionado HILARION, do 5º Raio, o Raio Verde da Cura.

E Vós? Quantas vezes já ouvistes o chamado – o aviso – de JESUS?

DESPERTASTES e estais a fazer o que viestes realizar?

Ou continuais a ser um Saulo qualquer coisa?

Tendes noção sobre qual e como seria a vossa Missão se fosseis Despertando?

Se O CAMINHO e as Mensagens que vamos oferecendo vos chegaram, por que motivo vos chegaram? Por que razão as recebestes? O que me fez encontrar-vos?

Se nada é por Acaso… Sabeis por que nos encontramos, ou Reencontramos?

Seria para ficardes parados no caminho da vida e nada fazer do muito que tendes para realizar, já que ninguém aqui vem para nada fazer?

Se eu vos chamasse pelo vosso nome e vos inquirisse:

– Estás a fazer, a cumprir, a realizar, a Missão que o PAI te deu, te atribuiu?

– Reconheces-te ser Filho do CRIADOR que trouxe algo para aqui Fazer nesta Sua ‘vinha’?

– Que me respondias, sinceramente?

Toma, pois, Cuidado.

Ninguém te obriga a nada, a não ser vir às Encarnações, mas todo o resto, que te fará ASCENDER, terás de o FAZER e VIVER, pois:

– “Nada da Natureza é vosso de graça.” – Mãe MARIA.

– Repara que nada de estranho estou a relembrar-te. Compreendes? Espero bem que sim…

Na Luz,

Eu Sou Álvaro de Jesus

***

ELUCIDANDO 

Prezados Irmãos em Espírito:

Duas notícias plasmadas na ‘Sapo’ (www.sapo.pt) que nos devem fazer pensar seriamente:

http://visao.sapo.pt/actualidade/mundo/2018-02-01-Mafia-ganha-mais-com-exploracao-sexual-de-migrantes-do-que-com-a-droga

E…

http://visao.sapo.pt/actualidade/futuro/2018-02-02-Os-polos-magneticos-da-Terra-podem-estar-prestes-a-inverter-se-alertam-cientistas

 

A primeira revela a miséria axiológico-valorativa porque enferma a nossa Sociedade, e, a segunda, reporta-se à Mudança que está a ocorrer, e que vai ter o seu ‘Pico’, com a ‘Onda Gigante’, por DEUS já anunciada, a qual nos elevará e levará para onde teremos de avançar.

Os Polos da Terra e essa ‘Onda Gigante’ obedecem aos desígnios de DEUS, que nós, Humanos, apenas teremos de aceitar, respeitar e viver, pois tudo o que é Planetário é Cósmico e não passa pelo acervo de Leis que vamos criando.

Peço a todos que se preocupem em encontrar e interpretar os ‘Toques’ do CRIADOR, bem como outras mensagens que o Alto nos está a enviar diariamente, por via dessa Mudança, ou desse Evento, que nos visitará com maior propriedade num futuro breve.

Lembrem-se dos Desencarnes colectivos, ou em massa, que têm ocorrido aqui e ali e que, se não nos soubermos ILUMINAR, terão de acontecer, pois que, e será bom pensar nisto, a Terra, para Ascender a uma dimensão Superior terá de o fazer equilibrando-se ou libertando-se do muito negativo que temos sido, e que lhe temos emprestado e feito viver também.

Nunca olvidem as Grandes informações que o Senhor JESUS, o CRISTO, nos tem deixado no que nos tem oferecido, como esta, plasmada na Obra ‘A Grande Síntese’, deixada através de Pietro Ubaldi:

– “ (…) Mas a Lei de Deus prossegue no mesmo passo, acima das tempestades humanas, e, nos grandes momentos, salva sozinha o equilíbrio.”

É o que vaio acontecer, com a MUDANÇA, ou com o EVENTO, de que se fala.

Que estejamos, então, preparados para isso, que levará ao Equilíbrio do todo Planetário, que se aproxima e que terá, por força da normalização planetária, de acontecer, sabendo, outrossim, que todas as Escolhas foram nossas, e que por alguma boa razão pedimos para estar aqui e agora, vivendo o que vai surgindo.

Mais logo enviarei, ou colocarei, um trecho da Carta 1 do Cristo, onde Ele nos situa no porquê dos problemas das Igrejas, devido a todas as omissões praticadas contra a Grande LEI.

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

Sacerdote da Ordem Melchizedek

 ***

(O Reconstrutor do Templo e também o Fundador da Primeira Igreja Espírita, a do Novo Consolador. Sim! Se ontem se deixou a Obra, hoje vem a Igreja que ANUNCIA e VIVE essa Obra.)

Web-Site: http://caminhonovotemplo.com

***

SIMPLIFIQUE OS SEUS DESEJOS

Clara (Santa Clara)

 

Através de Maria Sílvia P Orlovas

 

Meus amados, quanto maior a escuridão, maior é o tempo do clarear.

É o momento de grande transformação, de grande cura do planeta Terra, onde muitas coisas tristes estão a ser colocadas à exposição para que os humanos, vós, encarnados, possam posicionar-se, possam fazer as vossas escolhas, possam dizer “Isso eu quero para a minha vida”, “Isso eu não preciso mais”.

Durante muito tempo, esta humanidade encarnada, da qual fazeis parte, deixou-se iludir por bens de consumo e por um excesso de necessidades.

Nós estamos no momento, no ponto de simplificar a vida, de abrir mão de tantos desejos e sonhos que não são necessários.

Esteja bem consigo.

Não precisa e não deve alimentar os seus desejos. Desejos geram novos desejos.

Deseje a paz.

Queira, acolha o amor.

Deseje estar mais simples, estar mais leve, estar mais feliz consigo.

Deixe de lado a necessidade das coisas do mundo.

Porque aqueles que estão a ser chamados para o despertar, para o verdadeiro renascimento da Nova Era – essas pessoas das quais faz parte – estão a ser testados, provados, chamados em situações de grande angústia para muitos.

Mas é um impulso para que faça escolhas. O sofrimento vem como impulso para que assuma a sua verdadeira posição na vida consigo, com a sua família, com as pessoas e com o mundo.

Busque a simplificação, busque o alívio das suas cargas, busque o alívio dos desejos e trabalhe profundamente o amor, a reconstituição do amor. A reconstituição do amor na família, nos relacionamentos e naqueles que estão próximos a si.

Compreenda que nem tudo o que quer será realizado; nem tudo o que acha que precisa, precisa realmente.

Muitas pessoas estão a descobrir o prazer das coisas simples. O prazer da companhia de outras pessoas, o prazer da busca espiritual e da verdadeira espiritualidade.

Vós não estais encarnados para realizar todos os vossos sonhos e desejos.

Vós não estais encarnados para construir riqueza, para construir fortuna.

Vós não estais encarnados para manter uma felicidade diária, baseada em contentamento com as coisas do mundo.

Vós estais encarnados – que estais no caminho espiritual – estais encarnados para a vossa evolução, para a vossa libertação, para a vossa maior compreensão dos caminhos de Deus.

Para a manifestação do amor, da solidariedade, da tranquilidade nos relacionamentos com as pessoas.

Este é o caminho da evolução e este é o caminho da libertação.

Nenhum ser encarnado que esteve no planeta vos disse que os desejos devem ser cultivados.

Nenhum ser de luz encarnado que esteve no planeta vos disse que tudo é possível para uma mente poderosa.

Esses são grandes enganos.

A mente poderosa é poderosa por si só.

A mente poderosa não precisa das coisas do mundo.

A mente poderosa não precisa manifestar riqueza.

Porque a mente poderosa não é afectada pela riqueza, nem pela pobreza.

Vós não sois pobres quando não se vêem pobres. Vós sois pobres quando desejais uma riqueza que não possuís.

Acalmem o coração. Acalmem os vossos desejos e libertem-se do materialismo que está a trazer tantas distracções, tristezas e doenças para as pessoas.

A mudança da consciência faz-se em cada um.

A mudança da consciência faz-se em cada ser encarnado. E quando muda, muda todos os que estão à sua volta.

Nós pedimos a simplificação.

Nós pedimos a mudança dos sentimentos e dos desejos.

Porque sabemos que esse é o caminho da luz, é o caminho da facilidade.

Quando viveis no espírito, de nada precisais. E vós sois esse espírito.

Então, enquanto viverdes na matéria, precisais de pouco.

Encontrem prazer nas conversas amorosas, encontrem prazer nas comidas que vós mesmos preparais, encontrem prazer na troca entre as pessoas.

Encontre prazer na amizade, no amor, no afecto, na cumplicidade.

Aí está a grande fortuna: estar em paz com as pessoas, estar em paz consigo, estar em paz com o vosso mundo.

Esta é a maior fortuna de que precisa.

E assim, estando em harmonia com o seu coração, se estiver no seu caminho a manifestação da abundância no mundo objectivo, naturalmente ela virá.

Mas se precisar de menos, tudo o que virá será a mais: um presente, algo apenas para preencher um espaço que permitiu que existisse.

Faça conexão com o seu EU de Luz e liberte-se desse intenso materialismo que tomou conta da mente das pessoas.

Ao serviço da Chama Amarela, do nosso amado mestre Kuthumi, dos Budas e de São Francisco, humildemente, eu sou Clara.

E eu amo-vos.

Ensino, tendo praticado na minha vida o “Pouco precisar, para muito amar”.

Recebam as nossas energias e vibrações de amor e de luz e de profunda abundância porque, quando de nada precisamos, nós temos tudo!

E oferecemos esse tudo a vós.

Tenham luz, tenham paz!

– – – – – – –

Fonte: www.mariasilviaorlovas.com.br

Data: 25/10/2017

Canal: Maria Sílvia P. Orlovas

***

ELUCIDANDO

( Se assim o Crês…)

Amados Irmãos:

Fomos Criados LIVRES, nascemos LIVRES e Somos LIVRES por Vontade de DEUS.

Porque Somos Livres, as Escolhas são – terão de ser – sempre Nossas.

Somos Nós, portanto, quem Escolhe o que devemos Viver e como Vivê-lo, segundo as nossas ainda necessidades Kármicas. Sim, ainda somos alunos da Vida…

Se DEUS nunca nos coarcta, viola ou impede o nosso Divino Poder de Escolha, não pode nem deve o homem fazê-lo.

Então, tudo o que nos foi imposto pelo homem seja o político, seja o religioso, é contra DEUS, a Sua Vontade e contra a Sua Lei.

Então, tudo o que foi feito, ao longo dos Séculos, contra a Liberdade do HOMEM deve ser considerado contrário à Vontade de DEUS, bem como contrário a Liberdade desse HOMEM.

YESHUA ben JOSEPH veio para disto nos falar, deixando, como já vos foi dito e redito, Dois Únicos Preceitos, ambos fundeados no AMOR de nosso Divino PAI MÃE VIDA (1), para que deixássemos de seguir o nosso Ego, que nos mente e trai, e nos situássemos debaixo das Bandeiras de nosso Eu Superior, sendo, junto de tudo e de todos, DEUS em ACÇÃO, pois que Somos – devemos Ser – Um com ELE.

É este o único espírito que deve existir e animar cada Um de Nós, neste novo aniversário da vinda do Senhor YESHUA ben JOSEPH.

Se assim o Crês, já és desperto e poderás viver um

FELIZ NATAL!

Na Luz,

Eu Sou Manuel Álvaro da Silva de Jesus

Sacerdote Melquisedeque e Caminheiro Mentor de O CAMINHO-Novo Templo do Senhor

Desde a Cidade do Porto, Portugal, para todo o Planeta.

Web Site: http://caminhonovotemplo.com

***

(1) – “Só pelo AMOR será salvo o Homem.” – YESHUA ben JOSEPH

***

6 Chaves Para Fazer a Transição Para a Nova Terra

Postado por Fada San em 17 Dezembro 2017 às 16:56

Olhe à sua volta. A grande mudança na consciência da humanidade atingiu a massa crítica e passou do ponto de não retorno. Tem crescido lenta, mas seguramente e agora está prestes a entrar em alta velocidade. Os próximos dez anos serão um período de enorme mudança e talvez mais um pouco de turbulência. Pense nisto como o processo da humanidade a ir para o trabalho, uma vez que começa a nascer a realidade de uma nova Terra.

Neste artigo, eu ofereço o que considero as seis chaves para bem, e para fazer com sucesso a transição para a Nova Terra e tornar-se um membro fundador de uma nova era maravilhosa da humanidade. Antes de mergulhar no conselho prático que eu tenho para oferecer, vou explorar brevemente a mudança que está em andamento.

Como sempre, os meus artigos são simplesmente a minha perspectiva que ofereço no espírito de descoberta e de capacitação. Pegue o que ressoa consigo e deixe o resto para trás.

A Mudança e a Ascensão da Humanidade

A Terra e todo o nosso Sistema Solar estão a ser banhados por energias cósmicas poderosas fazendo com que a frequência (Schumann) base do planeta e tudo nele se eleve. A Terra fez a transição da 3ª para a 4ª dimensão e continua a deslocar-se lentamente para a 5ª dimensão. Esta energia está a provocar o despertar e mudanças na consciência das pessoas em todo o mundo. Conforme a nossa consciência muda para as perspectivas mais elevadas, estamos a começar a dar os primeiros passos de bebé para transcender este reino de dualidade e separação.

Mesmo que a consciência colectiva da humanidade esteja a crescer, muitos ainda permanecem bloqueados na consciência da 3ª dimensão. Este nível de consciência concentra-se em diferenças, separação e limitação e expressa-se como medo, auto serviço e comportamentos e mentalidades controladoras de cão come cão, nós contra eles. O resultado final dos quais é a criação de um mundo caracterizado pela disputa, conflito e sofrimento.

Aqueles que se libertarem da consciência de 3ª dimensão terão o prazer de experimentar o nascimento e crescimento de uma nova era maravilhosa para a humanidade, caracterizada pela cooperação, harmonia, paz e prosperidade para todos. A chave para participar desta nova realidade na Terra é alcançar e manter níveis elevados de consciência.

O Que Esperar Durante o Período de Transição

Pode esperar que estes tempos serão um período de revelações e mudanças sem precedentes. Muitas revelações e divulgações surpreendentes e até perturbadoras vão desenvolver-se. Estas revelações incluem as manipulações económicas e geopolíticas, as fraudes do sistema bancário global, a presença e segredo sobre OVNI/ET e tecnologias ocultas relacionadas, bem como a supressão da tecnologia de energia livre e outras tecnologias importantes e muito mais. Muitos poderão ficar chocados e irritados com as mentiras que lhes ensinaram. NOTA: Eu já vos disse isto.

Pode haver alguma turbulência conforme o fundamento das crenças das pessoas forem abaladas, até o núcleo e os ventos da mudança começarem a balançar as nossas instituições e sistemas existentes. Quão extensa essa turbulência vai ser é impossível prever, mas uma coisa é certa, o seu estado de consciência vai determinar, como também a medida em que nela se envolver.

Dois mundos, um Campo de Jogo

Ao contrário do que algumas pessoas acreditam sobre a mudança inter-dimensional da Terra da 3ª para a 4ª dimensão, aqueles que permanecerem na consciência da 3ª dimensão não desaparecerão da nossa realidade da 4ª dimensão da Terra. Permaneceremos todos visíveis uns aos outros e vamos todos parecer estar no mesmo campo de jogo.

Apesar das aparências, vai ser mais como dois mundos separados a coexistirem no mesmo espaço. A consciência da 3ª dimensão vai desaparecer com a queda do velho mundo e as suas mentalidades, e isso será testemunhado por aqueles de nós que fomos além da consciência da 3ª dimensão. Aqueles que permanecerem presos na consciência da 3ª dimensão não só vão testemunhar essa queda, mas a vão experimentar directamente, como também alguns dos seus desagradáveis resultados. Ao mesmo tempo, aqueles que transcenderam a consciência da 3ª dimensão estarão a experimentar o nascimento de um novo mundo maravilhoso e qualquer desconforto não será experimentado por eles.

Os 6 Chaves Para Fazer a Mudança Com Sucesso

Muitos de nós estamos bem no nosso caminho para transcender a consciência da 3ª dimensão e libertar-nos das muitas crenças antiquadas e limitantes, emoções negativas enterradas e medos, outros ainda têm algum trabalho a fazer. Nos tempos difíceis à frente, existem potenciais obstáculos que podem desafiar alguns de nós e causar um retrocesso. Aqui estão seis coisas que podemos fazer para evitar estes obstáculos e permanecer no caminho para nos tornarmos um membro fundador da Nova Terra.

# 1 – Liberte a Sua Bagagem Emocional

Toda a alma que escolheu ter uma experiência humana sabia que pensaria estar separada da Fonte divina, que o jogo na Terra implicava em passar por algumas experiências emocionais dolorosas. Para lidar com isso, muitos de nós têm grande quantidade de dor emocional profundamente enterrada, dor que temos acumulado não só desta vida, mas de muitas outras.

Uma parte integrante do processo de despertar e mudança de consciência que está a varrer toda a humanidade é o surgimento das nossas emoções profundamente enterradas. Este surgimento de emoções, embora doloroso e perturbador, às vezes dá-nos a oportunidade de abordar e libertar as emoções, bem como perdoar todos os envolvidos, incluindo a nós mesmos.

Estas emoções enterradas são energias de frequência baixa (negativas), presas dentro do campo de energia do seu corpo. Como a frequência base da Terra e tudo sobre ela está a aumentar, estas emoções presas mantêm-no firmemente ancorado na realidade da 3ª dimensão da Terra e vão continuar a afectar negativamente a sua saúde física. Se não for curada acabará por conduzir ao fim do seu tempo de jogo na Terra.

Outro problema relacionado com a bagagem emocional não libertada é que ela irá accionar a manifestação do aumento de adversidades na sua vida. Por causa das frequências base acrescidas de qualquer coisa na nossa realidade, a manifestação está a acelerar-se. Agora, mais do que nunca, qualquer energia emocional negativa reprimida é uma força poderosa de manifestação que vai atrair a adversidade para a sua vida.

Podemos ver esta adversidade a acontecer todos os dias. Toda a nossa bagagem emocional está a vir à tona e a ser liberada, dando a aparência de que o mundo está a piorar em vez de melhorar. É um bom sinal, porque quando tudo estiver limpo nas nossas vidas, o mundo vai começar a melhorar e a tornar-se muito mais harmonioso.

Em última análise, você não vai completar a transição para a 4ª dimensão superior da Terra sem libertar toda a sua bagagem emocional. Você não pode, simplesmente, ficar na nova Terra se não libertar toda a sua bagagem emocional. É a energia de frequência inferior que irá mantê-lo ancorado na 3ª dimensão.

Aqui está um óptimo artigo do autor espiritual mundialmente famoso Deepak Chopra, “Como Libertar o Passado e Retornar ao Amor“. Ou considere antes a leitura deste livro, “O Código da Emoção: Como libertar suas emoções Presas” do Dr. Bradley Nelson.

# 2 – Mantenha a Neutralidade Sagrada

Lembre-se da importância da neutralidade sagrada. Encontre uma maneira de não ser arrastado para a negatividade que é galopante no nosso mundo. Existe uma abundância de pessoas cuja consciência ainda está a viver no medo e na negatividade e não se expandiu. Pior ainda, este medo e negatividade está a ser incentivado por alguns com uma agenda de auto serviço. Existe um pequeno grupo de pessoas da elite à espreita nas partes sombrias do nosso governo, corporações e no complexo militar/industrial, que querem manter o seu poder e controle a todo o custo.

Tente não se envolver em confusão, desordem e bobagens que podem surgir conforme o velho sistema começa a desmoronar. Fique ligado à Terra e separado do caos, enquanto vê o drama a ser jogado para fora, enquanto continua a ser um exemplo vivo de um novo nível de consciência. Não se deixe arrastar para a briga e drama daqueles que não querem deixar ir as velhas formas do velho mundo. Não se deixe arrastar para o drama das pessoas bem-intencionadas que estão indignadas com as revelações perturbadoras, ou as acções dos outros que se permitem ser envolvidos no drama. Esta é a escolha DELES. Permaneça no seu caminho mais elevado.

Fique centrado na sua consciência elevada e mantenha o drama sob controle. Fique fora da briga e concentre a sua energia em manter a sua perspectiva elevada. Concentre a sua energia em ser um exemplo brilhante da nova consciência. Concentre a sua energia em demonstrar isso na sua empresa e na sua comunidade local. Faça o que puder, mesmo que pequeno, para contribuir com a criação do novo paradigma onde quer que esteja, na sua empresa, comunidade, ou família.

Não importa o que acontece, esforce-se para manter a calma e permanecer neutro, seja o “olho no centro do furacão” com as tempestades do mundo ao seu redor. Faça todos os esforços para não se envolver no drama, mesmo que coisas terríveis aconteçam. Se se envolver só fornecerá energia para o tornar pior. Permaneça centrado na sua perspectiva, princípios e ideais mais elevados.

Evite a tentação de julgar ou condenar os envolvidos no drama, em ambos os lados, como bons ou maus, independentemente se as suas acções parecem justificadas ou não. Julgamento e condenação não servem para curar estas situações, pois podem apenas sustentá-los ou torná-los pior.

Seja um exemplo vivo da neutralidade sagrada, calma, positiva, não julgamento e amor em face da tempestade. O seu exemplo será de grande ajuda para todos aqueles que estão a lutar e a serem arrastados para o medo e negatividade. Humilde e silenciosamente compartilhe do seu coração a perspectiva sobre a imagem maior se alguém perguntar como está a manter essa calma, essa estabilidade, com uma perspectiva positiva. Isto será de grande utilidade para o mundo nos próximos tempos.

Esforce-se para manter tudo isto em perspectiva. Lembre-se que esta é a viagem e a aventura que a sua alma escolheu. Mesmo que não se lembre disso é porque existe certamente uma razão para essa sua escolha, por tudo nós escolhemos. Os desafios que enfrentamos podem ser vistos como o caos inesperado e levarem a sentimentos de desespero, ou podem ser vistos como o esperado e necessário catalisador para o nosso crescimento espiritual individual e colectivo, o que leva a sentimentos de alegria conforme alcançarmos novos níveis de compreensão e consciência.

# 3 – Envie Amor Incondicional e Perdão a Todos os Envolvidos

À medida que começarmos a testemunhar a queda do velho mundo e o caos que pode surgir conforme a consciência da 3ª dimensão for descartada, é imperativo que enviemos a todos os envolvidos amor incondicional e perdão. Envie para os espectadores inocentes, envie para aqueles que pode ver como não iluminados, que se deixaram ficar presos nela e envie até mesmo para aqueles que pode ver como em auto serviço, ou os escuros que podem ter sido os instigadores.

Conforme observa o mundo em conflito e violência, lembre-se dos seus princípios e valores fundamentais. Em vez de reagir com julgamento e condenação, escolha conscientemente responder com amor e perdão. Perdoe todos os envolvidos e envie todo o amor e cura que puder para eles. Faça isto da maneira que sabe, de qualquer forma que ressoa consigo, mas faça. O perdão incondicional e o amor é o segredo que tem o poder de curar o mundo inteiro! Cristo sabia disso, Martin Luther King Jr. sabia disso, Buda sabia disso e nós sabemos disso.

# 4 – Aceite Que o Velho Sistema Vai Cair e Concentre-se na Criação do Novo

Nós estamos a criar um novo mundo, um novo paradigma. Como parte deste processo, a maior parte do antigo vai cair. Mas o que vai brotar no seu lugar são as coisas que estamos a criar a partir da base. Não fique muito preocupado com a queda do velho. Ele deve murchar e morrer para dar espaço ao novo.

Como as plantas que crescem no seu jardim, quando vem o tempo da queda elas murcham e morrem, depois apodrecem no chão, mas elas enriquecem o solo. Desaparecem dando espaço para o crescimento do novo. Na primavera, surgem os novos brotos de mudas. Nós somos as mudas, as sementes do novo mundo estão a ser semeadas por nós.

Concentre-se no maravilhoso jardim que vamos criar juntos, o novo paradigma que estamos a criar. Se as sementes que caíram gastarem toda a sua energia tentando parar os seus semelhantes definhando e morrendo, elas podem muito bem esgotar-se e serem incapazes de brotar na primavera seguinte.

# 5 – Mantenha a Visão Mais Elevada de Uma Mudança Suave e Eficiente

Mesmo que o período de transição inclua, provavelmente, alguma turbulência, a sua extensão é de forma imutável. Não caia na armadilha de imaginar o pior resultado. Você é um criador e está a ajudar a cocriar a nova realidade com os seus pensamentos, por isso certifique-se firmemente de vislumbrar apenas os melhores resultados para todos os envolvidos e confie em estar a viver plenamente isso na nova consciência que nenhuma turbulência o vai afectar.

# 6 – Demonstre o Caminho Superior Através de Simples Actos de Bondade

A bondade é a única coisa acima de tudo que nos levará para o próximo nível. A bondade é a sua ajuda, suporte, palavras e acções edificantes. A bondade é demonstrada pela expressão das qualidades divinas de aceitação, permissão, não julgamento, perdão e compaixão, é talvez a chave mais importante para fazer a mudança para a nova Terra.

O mundo não precisa de mais inteligência, ele precisa de mais gentileza. Simples actos de bondade são a força que farão nascer o nosso novo mundo e garantir o nosso lugar nele. Banhe tudo e todos com gentileza e veja a mágica acontecer!

Nascimento da Nova Terra

Grandes mudanças estão a aproximar-se rapidamente que vão anunciar a chegada da nova era. Quando as crenças, instituições e sistemas do velho paradigma começarem a tremer, a desintegrar-se ou a transformar-se radicalmente ao nosso redor, fique, sem hesitação, centrado na sua nova consciência, que irá juntar-se com sucesso à nova Terra e participar da Nova Era da humanidade.

Que cada um de nós seja o exemplo vivo de que esta Nova Era está aterrada. Deixe que a aceitação, permissão, não julgamento, perdão, compaixão, amor e bondade guiem o caminho para a manifestação de uma nova era maravilhosa, onde a cooperação, harmonia, paz e prosperidade para todos vão florescer!

Todos por UM e UM por todos!

©Jeff StreetJeff Street

Origem: divine-cosmos

Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

***

Texto Revisto e colocado no Português Europeu por Álvaro de Jesus

Amei receber este Texto. Se ontem podíamos responsabilizar, hoje, ou a partir deste Sagrado momentum, somente Bondosos e Amorosos deveremos Ser.

Então… Marchemos nesse Amor e nessa Bondade!

O CAMINHO – Novo Templo do Senhor

Desde a cidade do Porto, Portugal, para todo o Planeta.

Web Site: http://caminhonovotemplo.com

***

Texto Complementar – Capítulo 7 – A MINHA VERDADEIRA MISSÃO

 

Sei o quanto a sua vida é difícil. Descendo das Alturas da Alegria espiritual para fazer contacto com as vibrações terrenas, sinto as mudanças de consciência em mim mesmo e a pressão das pesadas e opressivas vibrações dos seus pensamentos na minha alma.

Quando vim à Terra, há dois mil anos, a minha Missão era a de iluminar as mentes das pessoas que haviam acolhido em si uma religião em parte pagã e em parte mística.

O povo, que estava impregnado disso, era arrogante e convencido de que era o povo escolhido por Deus – Jeová –, no qual acreditava fervorosamente, mas que não existia.

Os seus profetas falavam das suas percepções místicas de alguma Consciência espiritual transcendente. Usavam uma linguagem imaginativa para descrever esse DEUS. Criavam imagens mentais de grandeza e esplendor. Também produziam o efeito desejado de controlar as pessoas pelo medo das represálias vindas do Céu, na forma de perdas pessoais, doenças, privações, pragas e desastres climáticos.

O objectivo da minha vida como Jesus na Palestina era o de ensinar aos Judeus que a sua percepção do CRIADOR estava totalmente errada. Porém, a adesão fanática às suas preciosas crenças religiosas era impenetrável e, consequentemente, em vez de alcançar os meus propósitos na Terra, fui levado à crucificação por causa deles.

Não é possível que eu volte à Terra em nenhuma forma, nem como criança (que não poderia conter as minhas poderosas vibrações), nem como um Ser Celestial, pois as multidões não poderiam ver-me. Assim como há coisas que são vistas e ouvidas pelos animais e que são invisíveis ao olho humano, assim também sou invisível às pessoas que estão no nível de vibração terrena (*).

Portanto, tive que preparar a mente de uma alma evoluída que assumiu a forma humana para trazer a minha mensagem à Terra. Aqueles que estão suficientemente evoluídos espiritualmente para ouvir, ouvir-me-ão. Aqueles que ainda não estão preparados, não ouvirão e não poderão receber a minha mensagem neste momento. Porém, todas as pessoas estão no caminho de elevação que conduzirá, um dia, aos mais altos Reinos Celestiais. Então, desta vez qual é minha verdadeira Missão, ao expressar-me por meio da mente de outra pessoa? É a de tentar torná-lo plenamente consciente de como o seu universo foi trazido à existência e à manifestação visível.

Esta é a mensagem mais importante já trazida à Terra, uma vez que ela vai muito além das superficialidades, até ao nível mais básico de toda a criatividade, referindo-se à parte que os humanos têm nesta criatividade: na criação da sua personalidade, saúde, relacionamentos, ambiente, experiências e sucessos nas suas vidas.

Explica as razões do êxito, ou a falta dele, no quotidiano. Esboça a maneira segura de converter os erros persistentes em êxitos. Esta mensagem é para chamar a sua atenção para as vibrações da consciência. Enquanto mudam os seus pensamentos, também mudam as vibrações, pois elas são responsáveis pela aparência de todas as coisas.

Quando as árvores são derrubadas, no princípio estão e são saudáveis, e as suas vibrações são de certa frequência. Porém, como a madeira fica no solo durante muitos anos, as vibrações caem, pouco a pouco, e a madeira apodrece visivelmente.

Compreenda que a aparência da madeira muda apenas porque a sua vitalidade e as vibrações vão, pouco a pouco, desaparecendo. Assim, deve ser fácil entender que a realidade de tudo o que está debaixo do Sol está verdadeiramente na energia que a sustenta, e não na coisa que pode ser tocada, vista e ouvida. O mesmo aplica-se ao seu corpo.

No início as vibrações num corpo saudável são normais. Mais tarde, em função do desgaste e dos pensamentos negativos, as vibrações começam a cair até ao ponto em que o tecido muda e se estabelece a enfermidade.

* N. T.: No original, wavelenght (comprimento de onda), um conceito da Física.

Quando está cansado e esgotado, as vibrações do corpo caem um pouco e torna-se difícil mover-se. Depois do descanso e do sono, as vibrações restauram-se e sente-se capaz de continuar as suas actividades novamente.

Tudo na existência é CONSCIÊNCIA, manifestada em diferentes matérias, como nas plantas, animais, humanos e nas coisas inanimadas, como os elementos e pedras, terra e metais. Tudo o que vê na realidade é constituído de partículas eléctricas que estão a vibrar a certa velocidade, produzindo determinadas formas.

Mude radicalmente as vibrações de algo (injectando uma consciência nova), e terá um objecto diferente. Deste modo, com o uso poderoso da minha imaginação visual e fé, eu podia unir as partículas eléctricas para criar alimento.

Quando visualiza o que necessita e crê, com todo o coração e mente, que esse projecto electromagnético atrairá os componentes para o tornar real no mundo, isso acabará por se manifestar. Esta revelação é conhecida há muito tempo, mas a revelação ainda maior tem sido esquecida.

Cuidado com o que pode estar a criar para si mesmo sem perceber.

Cuidado com os pensamentos que julgam, criticam e podem trazer prejuízos a outro ser humano; pois eles podem voltar para lhe trazer prejuízo também a si.

Cuidado com aqueles momentos de descuido emocional nos quais deseja certas circunstâncias, ou algo ruim para outros.

Os pensamentos destrutivos trazem consequências destrutivas. As coisas, para si, dão sempre errado?

Examine as suas atitudes e os seus pensamentos sobre as outras pessoas. Lembre-se que a electricidade envia mensagens e o magnetismo trá-las de volta, às vezes com juros.

Recorde que quando olha para as coisas com grande dessagrado ou irritação, está a interferir nas suas vibrações naturais, que as fazem ser como são.

Cuidado para não criar, sem dar conta, a sua própria desgraça! Cuidado quando contemplar o clima. Não se queixe da chuva, desejando que pare. Ela pode cessar por mais tempo do que o desejado.

Não se queixe do sol, desejando que chova, pois podem vir inundações.

Quando percorrer o CAMINHO de CRISTO – o MEU CAMINHO, leve tudo o que for problemático no mundo para a CONSCIÊNCIA DIVINA, o PAI, e PEÇA os ajustes ou aquilo que for plenamente adequado para si.

Deste modo o PAI, que está intimamente unido a si, dentro de si e ao seu redor, responderá fornecendo a adequada CONSCIÊNCIA, para que as coisas aconteçam correctamente para si.

Texto extraído do livro “Cartas de Cristo – Textos Complementares” publicado pela Almenara Editorial – 2014. E-Mail: comunicacao@almenaraeditorial.com.br

 

***

ELUCIDANDO

(Pensar Grande, à Co-Criador)

Meus Queridos e Amados Irmãos Espirituais:

Creio que todos teremos alguma Noção de que as Leis que regulamentam e governam a VIDA existente nos Planetas, bem como os próprios Planetas, em si mesmo, não foram criadas por nós, Homens…

Posto isto, e numa Humildade própria de quem, conscientemente, se afirma ser aluno, ninguém nos irá bater se começarmos a pensar onde poderão situar-se as fronteiras do nosso Universo…

Então, neste justo e necessário pensar, comecemos por imaginar, por exemplo, qual será o perímetro do nosso Universo, se, como já nos revelou o Amado Arcanjo MIGUEL, a LUZ, à velocidade de 300.000 Kms por segundo, demora 220 milhões de anos a percorrê-lo…

Imaginemos um grande Círculo, no interior do qual se situa esse nosso Universo, cujo perímetro demoraria 220 milhões de anos a ser percorrido pela LUZ, sabendo que esta percorre 300.000 Kms num segundo.

Imaginemos, agora, que este nosso Universo tem, no seu interior, 200 mil Galáxias, e que cada Galáxia possui 200 Milhões de Estrelas, e que, à semelhança do nosso SOL, cada estrela tem uma média de 7 planetas a gravitar à Sua volta.

Ainda sem sabermos números certos, pensemos que a resposta à pergunta nº 55 de ‘O Livro dos Espíritos’, de Allan Kardec, está certa, e que, por estar certa, Todos os Globos (Planetas) Com Movimento São Habitados…

Então, se multiplicarmos esses 200 milhões de Estrelas por 7, saberemos que nesses 200 Milhões de Estrelas existem 1.400.000.000 (Um Bilião e Quatrocentos Milhões de Planetas Habitados).

Agora multipliquem este número por 200 Mil Galáxias…

Amadas, Amados…

Isto é Pensar curto? Pequeno?

Não! Isto é pensar Grande… Isto é pensar à Co-Criador… Exactamente por sabermos que a Casa do PAI Supremo, não é um Universo, mas sim Todo o COSMOS…

O CAMINHO – Novo Templo do Senhor que estamos a Reconstruir por Vontade do Nosso CRIADOR, estuda e fale assim, sem medo de se enganar, pois se DEUS É a SUPREMA PERFEIÇÃO, e CAUSA PRIMEIRA de TODAS as COISAS, então, eu, Sendo Seu Filho, devo ir Pensando como ELE Pensa e começar a perceber que devo Ser o que ELE É, acreditando no que ELE nos veio também já dizer:

– “EU SOU TU e TU ÉS EU! SOMOS UM! NÃO HÁ SEPARAÇÃO.”

É aqui que Nós estamos, a puxar a guita para sabermos verdadeiramente Quem Somos, nesta Sua e Divina Verdade. Compreendes, agora, Quem Somos e Porque Somos o que Somos?

Mais! Compreendes, agora, por que motivo nos veio dizer o Senhor JESUS que, desta vez, não foi Ele quem nos enviou, mas sim o PAI!?

Sê Humilde, e tenta, por favor, perceber isto… Sim! TU ÉS DEUS, e foi DEUS Quem To Veio Dizer… Ok?

Na Luz…

Eu Sou Álvaro de Jesus

(Teu Irmão)

***

***