Primeiro Templo Cristão

PRIMEIRO TEMPLO CRISTÃO

“Após a partida do Mestre, tendo deixado à Humanidade, como herança divina, o amor que havia derramado entre os homens, Pedro, sentindo a grande responsabilidade que tinha assumido no tocante ao auxílio material e espiritual da imensa quantidade de enfermos, do corpo e da alma, assumiu a coordenação do Primeiro Templo Cristão que se chamava ‘O CAMINHO’, nome atribuído pelo Senhor JESUS, aquando de sua Fundação.

Pedro foi incansável no trabalho cristão, amparando, confortando e curando todos aqueles que procuravam o Templo a fim de que cessassem os seus sofrimentos e as suas amarguras. Ao seu lado encontravam-se João Evangelista, Filipe, Estêvão, Tiago, Nicolau, Nicanor, Prócero, Timão e outros.

Coxos, estropiados, cegos, paralíticos, doentes de toda a espécie, uns a pé, outros de maca, transportavam-se até ao Templo o Caminho, onde os discípulos de Jesus, nessa Sua Fraternidade e comandados por Pedro, todos eles aparelhos mediúnicos extraordinários, exerciam a verdadeira Caridade preconizada pelo Mestre: ‘dando de graça o que de graça haviam recebido’.

O primeiro sinal de mediunidade demonstrado pelos Homens do Caminho, como eram conhecidos os discípulos de Jesus, deu-se quando da celebração da festa de Pentecostes. O capítulo 2 – vers. II, III e IV dos Actos dos Apóstolos, descreve perfeitamente a cena: ‘De repente veio do Céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídos entre eles, línguas de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo, e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.’

Jerusalém regurgitava de forasteiros e doentes vindos da Mesopotâmia, Lígia, Frígia, Egipto, Creta, Arábia, Roma e de outros países e cidades, uns à procura de saúde, outros para realizarem bons negócios.

Quando os médiuns, os Homens do Caminho, começaram a falar, a multidão ficou perplexa, porquanto cada um ouvia-os na sua própria língua.

Como ainda hoje acontece, muitos, zombando, diziam estarem os discípulos do Cristo em estado de embriaguez.

Jesus havia aparecido aos seus discípulos, dizendo-lhes: “… Recebestes poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia e Samaria, e até às extremidades da Terra.”

Não se referia o Mestre, apenas, aos discípulos daquela época, mas, também aos seus seguidores de todos os tempos. Por isso disse: Até às extremidades da Terra.

Pedro, João e Filipe ao serem presos pela segunda vez, foram conduzidos ao Sinédrio, tendo o Sumo-Sacerdote Gamaliel, inspirado pelo Alto, proclamado ante os doutores da lei e os oficiais que os haviam prendido:

– “Dai a mão a estes homens, deixai-os; porque se este conselho ou esta obra vem dos homens, perecerá; mas se é de Deus, não os podereis destruir, para que não sejais, porventura, achados a lutar contra Deus.” (Actos dos Apóstolos – Cap. 5 – versículos 30 e 39).

Também, hoje, isso acontece.

O primeiro Templo Cristão continuou a sua obra de amor, suprindo os necessitados do pão material e do pão espiritual. Para isso havia os encarregados da distribuição dos géneros alimentícios e outros incumbidos de difundir a palavra do Mestre.

Que todos os cristãos sintam o Templo o Caminho, como sendo a Igreja do Cristo, aquela que serve no Amor incondicional, dando de graça o que de graça recebeu de Deus.”

Citámos José!